Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Homem-macaco na Grécia

O mais antigo ancestral do homem teria vivido na Grécia há 10 milhões de anos, segundo paleontólogo francês.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h54 - Publicado em 31 mar 1990, 22h00

O mais antigo ancestral direto da espécie humana – o hominídeo – teria vivido há 10 milhões de anos, não na África, mas na região onde hoje é a Grécia, sustenta o paleontólogo francês Luis de Bonis. Em fins do ano passado, ele encontrou a face fossilizada de uma criatura parecida com um macaco, a que deu o nome de Ouranopithecus, num sítio arqueológico a 40 quilômetros de Salonica, no nordeste da Grécia. De Bonis acredita que a idade do espécime e as similaridades com o Australopithecus afarensis, que viveu na África há 3,5 milhões de anos, fazem dele o mais antigo hominídeo na escala evolutiva que gerou o Homo. “A localização desse fóssil na Grécia não é um problema, embora os hominídeos mais antigos até hoje tenham sido encontrados apenas em solo africano”, observa o bioquímico inglês Roger Lewin, especialista em evolução humana. “África e Eurásia estiveram juntas geograficamente há 16 milhões de anos e há evidências de que as espécies transitaram entre essas regiões.”

Publicidade