GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Implante cerebral turbina a memória humana

Eletrodos conectados ao hipocampo aumentaram memorização em 35%

A experiência foi realizada pela Universidade da Carolina do Sul (EUA), com 15 pessoas que têm epilepsia grave – e, por isso, já haviam recebido implantes de eletrodos no cérebro.

No teste, os voluntários tinham de memorizar figuras que apareciam numa tela de computador, e se lembrar delas uma hora depois (quando as imagens eram exibidas novamente, misturadas com outras).

Enquanto eles faziam isso, os cientistas gravaram os sinais elétricos do seu hipocampo, região cerebral ligada à formação de memórias.

Mais tarde, os pesquisadores aplicaram um segundo teste, com outras figuras – e injetaram os sinais elétricos gravados de volta nos cérebros dos voluntários.

Isso estimulou o hipocampo e aumentou em 35% a capacidade de memorização das pessoas.

A ideia é desenvolver a tecnologia para ajudar vítimas de derrames e Alzheimer, que perdem a memória. Mas a invenção também pode ter aplicação militar: o estudo foi financiado pela Darpa, a divisão de alta tecnologia do Pentágono.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes do site. Assine agora e tenha acesso ilimitado.

Conheça os planos de assinaturaOU

Já é assinante? Faça o login