GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Marte deve perder uma de suas luas

Fobos não é sólido - e deve ser desintegrado.

Nosso vizinho vermelho é realmente azarado. Não só ele perdeu sua atmosfera e oceanos, como deve também dizer adeus a uma de suas luas. Não hoje ou amanhã, mas daqui a 30 a 50  milhões de anos, Fobos deve ser desintegrado pela gravidade do planeta. Essa é a conclusão da Nasa, após estudar fissuras em sua superfície, que indicam estresse gravitacional.

O satélite não é grande coisa pra começo de conversa. Fobos não tem um formato regular e é minúsculo: 22 quilômetros de diâmetro, em média. Se você colocasse ele ao lado da nossa Lua (que tem 3.476 km de diâmetro), ele não ocuparia um pixel em sua tela. Outra coisa esquisita é que ele nem é sólido: segundo a Nasa, é uma mera pilha de pedrinhas cobertas por uma camada de 100 metros de regolito, um pó fino como o que cobre a Lua. Fobos também fica ridiculamente perto de Marte: são 6 mil quilômetros de distância – um pouco mais que a distância de carro entre Chuí, no Rio Grande do Sul, e Boa Vista, em Roraima, e 50 vezes menos do que a que separa Terra e Lua. E está caindo 2 metros por século.

Leia mais:
O Sol destruiu a atmosfera de Marte
E se a gente vivesse em Marte

 A outra lua de Marte, aliás, está segura, mas é ainda mais mixuruca: Deimos tem 12,4 km de diâmetro e fica a 23,5 mil km do planeta. O lado bom da notícia é que Marte deve acabar com um anel, formado pelos restos da destruição.