GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que já se sabe sobre Hipocampo, a menor lua de Netuno

Menor satélite entre os 14 que orbitam o planeta gelado teria se formado após um cometa colidir com uma lua vizinha, há 4 bilhões de anos

A mais nova lua de Netuno finalmente tem nome próprio: Hipocampo. Mesmo tendo sido flagrada pelo telescópio Hubble, da Nasa, ainda em 2013, ela permanecia sendo identificada de forma genérica por “Netuno XIV”. Isso porque, com a descoberta, o oitavo planeta do Sistema Solar passou a somar 14 luas conhecidas em sua órbita. Uma artigo científico sobre a nova lua, que cravou seu nome novo e descreveu tudo o que já se sabe sobre ela, foi publicado recentemente na revista Nature.

Em 1989, a nave da Nasa Voyager 2 passou próximo a Netuno, em um sobrevoo que revelou boa parte do que conhecemos sobre nosso último vizinho de sistema solar. Além da sua aparência azulada, a missão identificou também aspectos como os anéis de poeira de Netuno e a presença de seis luas com órbitas bem próximas ao planeta, desconhecidas até então.

O conjunto de 14 satélites de Netuno é formado por Tritão, o maior do grupo e o que tem órbita mais externa, e outras sete luas que cumprem suas órbitas no interior da trajetória de Tritão – como você pode observar na imagem abaixo. As seis luas restantes estão para além de Tritão, e não aparecem no esquema.

Você pode ver informações sobre todas as 14 luas netunianas nesta página da Nasa.

 (Reprodução/NASA)

Como você deve ter reparado no esquema acima, Hipocampo mantém uma órbita próxima de Proteus, a maior lua entre as que orbitam Netuno mais de perto. A distância entre ambos é de apenas 12 mil km. Essa proximidade não é apenas coincidência. Os pesquisadores acreditam que Hipocampo seja, na verdade, um fragmento de Proteus que se desprendeu por ação de um cometa há 4 bilhões de anos.

A evidência do impacto pode ser observada em uma grande cratera de Proteus, chamada Pharos. A batida teria formado uma nuvem de detritos que, tempos depois, formaria a pequena lua. Estima-se que o volume total de Hipocampo seja 2% do material que foi ejetado e deu origem à cratera.

A lua é pequena: tem apenas 35 quilômetros de diâmetro. Netuno, a efeito de comparação, tem 49,244 km de diâmetro. Assim como os demais satélites, a lua mais nova foi batizada em homenagem a uma entidade da mitologia grega ligada ao mar – no caso, um monstro marinho com corpo de cavalo e rabo de peixe

Você pode ver mais detalhes sobre a aparência de Hipocampo na animação abaixo, feita pela ESA (agência espacial europeia).