GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que se sabe sobre Farout, o objeto mais distante do sistema solar

Planeta anão rosado está 120 vezes mais longe do Sol que a Terra

Um trio de astrônomos de universidades americanas encontrou o objeto mais distante já observado em nosso sistema solar. Nenhum outro corpo celeste avistado orbita o Sol a uma distância tão grande: ele está 120 vezes mais afastado do que a Terra fica do astro-rei. Para ir até lá saindo da Terra, aliás, um viajante teria que vencer singelos 18 bilhões de quilômetros de isolamento. Segundo investigações preliminares, pode ser definido como um planeta-anão.

Seu nome provisório de batismo, dado pela União Astronômica Internacional, era 2018 VG18. Depois, ele foi nomeado pelos cientistas “Farout” – expressão que quer dizer “muito distante” em inglês. Ele foi flagrado pela primeira vez com a ajuda de telescópios no Havaí e no Chile em buscas pelo chamado Planeta 9, que certos cientistas acreditam existir para além de Plutão.

Para efeito de comparação, Eris, planeta anão que antes de Farout detinha o título de corpo celeste mais isolado, está a 96 Unidades Astronômicas do Sol. Uma unidade astronômica é a distância do Sol à Terra, ou pouco mais de 150 milhões de quilômetros.

Até agora, não foi possível recolher muitas das características de Farout, que devem vir com a análise de dados no futuro. “Tudo que sabemos atualmente sobre o 2018 VG18 é sua distância absurda em relação ao Sol, seu diâmetro aproximado e sua cor”, disse David Tholen, pesquisador da Universidade do Havaí que participou da pesquisa, em um comunicado.

“Pelo fato de 2018 VG18 estar tão distante, ele cumpre sua órbita de forma muito lenta, levando mais de mil anos para dar uma volta ao redor do Sol”. Estima-se que tenha um sétimo do tamanho da Lua ou cerca de 500 quilômetros de diâmetro. No quesito aparência, destaca-se uma cor rosa-azulada, algo que, segundo os cientistas, pode indicar que o tal planeta está coberto de gelo.

Ainda que a descoberta seja notória, dá para dizer que o título de Farout não existirá para sempre. Isso porque ser o objeto mais distante já observado não significa ser o mais distante que existe. Astrônomos já sabem que há mais coisas para além dele: Sedna, por exemplo, planeta anão a 900 AU de distância, que nunca foi visto diretamente por um telescópio. Para Farout, resta aproveitar o título enquanto isso não acontece.