GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Os primeiros barulhos de Marte

Nasa vai enviar o primeiro microfone ao planeta vermelho na sua próxima missão – que conta com participação brasileira.

Em menos de dois anos, conheceremos pela primeira vez a trilha sonora de Marte. Até hoje, ninguém nunca ouviu barulhos do Planeta Vermelho. A Mars 2020, próxima missão da Nasa a pousar por lá, será a primeira a levar um microfone. Parte dos preparativos para a jornada está sendo liderada por um brasileiro: Ivair Gontijo, engenheiro da Nasa e veterano em missões marcianas. Gontijo foi responsável por um dos momentos derradeiros do pouso do robô Curiosity Rover em 2012. E segue representando o Brasil na Mars 2020. Confira a conversa dele com a SUPER:

Qual foi o seu papel durante o pouso do Curiosity?

Eu liderava o grupo responsável pelos transmissores e receptores do radar que controlava a descida do robô. Ele media o quão distantes estávamos da superfície, com uma precisão absurda. Essa informação era essencial – porque era com base nela que o veículo sabia o quanto precisava desacelerar. O objetivo era chegar no chão com velocidade o mais perto possível de zero. Senão, o Curiosity iria se espatifar e US$ 2 bi virariam ferro velho na superfície de Marte.

E como estão os preparos para a Mars 2020?

Estamos trabalhando febrilmente. Dessa vez, sou responsável pelas interfaces da SuperCam, um dos novos instrumentos. Ela carrega lasers e espectrômetros para estudar possíveis amostras de matéria orgânica. Além disso, vamos ter uma câmera colorida de longa distância e um microfone. Pela primeira vez, ouviremos os sons de Marte. Vai ser bacana.

O que podemos esperar dos sons marcianos?

Cientistas franceses já simularam a atmosfera marciana aqui na Terra. Com pouco ar e uma concentração muito alta de gás carbônico, descobriram que as frequências sonoras mais altas desaparecem. Um ruído agudo em Marte, então, deve se tornar grave e abafado.

E a missão vai ficar pronta a tempo?

Em julho ou agosto de 2020, acontecerá o lançamento. Precisa acontecer. É só nessa janela em que as órbitas da Terra e de Marte permitem a viagem mais curta possível. A mecânica celeste não espera por ninguém.

Ivair Gontijo também contou sua história na Nasa, o pouso do Curiosity e o futuro dos estudos do Planeta Vermelho no programa Conversa com Bial. O astrobiólogo Douglas Galante e o jornalista Salvador Nogueira, (que também é nosso colaborador aqui na Super!) também participaram. Para dar uma olhada neste bate papo científico, você pode clicar aqui.