GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Osso de dinossauro é encontrado no interior de São Paulo

O fóssil foi encontrado na cidade de Uchoa há um mês — e agora os cientistas identificaram ser uma vértebra de titanossauro.

Nem só de Jurassic Park vivem os dinossauros — eles também têm suas raízes caipiras. Um osso de titanossauro encontrado num barranco da área rural do município de Uchoa, a 417 quilômetros de São Paulo, comprova isso.

O fóssil foi descoberto no último dia 5 de outubro pelo biólogo Leonardo Silva Paschoa e a equipe do Museu de Paleontologia Pedro Candolo. De lá, a relíquia foi levada ao museu, onde o paleontólogo Fabiano Vidoi Iori identificou o osso como uma vértebra da cauda de um titanossauro. Abaixo, você pode ver uma representação de como o grandão se parecia.

 (Rodolfo Nogueira/Stocktrek Images/Getty Images)

A equipe do museu encontrou o fóssil durante uma expedição. Inicialmente, Leonardo achou que se tratava de uma pedra, mas a escavação revelou a vértebra do dino. Ele estava separado do resto do esqueleto, mas os pesquisadores já estão preparando o material para ser exposto com outros ossos da espécie.

O titanossauro já é um velho conhecido dos paleontólogos. Eles viveram na região no período Cretáceo, entre 140 e 66 milhões de anos atrás, e deixaram vários restos fósseis para serem descobertos. O museu de Uchoa reúne mais de 200 peças, incluindo vértebras e partes do braço da espécie. Em entrevista ao G1, Leonardo diz que planeja montar uma réplica de como teria sido o dinossauro.

O gênero é conhecido por levar dieta herbívora e ter um pescoço gigantesco. Acredita-se que esses dinos andavam sobre quatro patas e mediam entre 12 e 20 metros de comprimento. Seu peso podia chegar a 12 toneladas — duas vezes mais que um elefante africano. O nome “titanossauro” vem justamente dos gigantes titãs da mitologia grega.

Os titanossauros foram descobertos na Índia, em 1877, mas logo foram encontrados também no Brasil. A região próxima de Uchoa é famosa por abrigar ossos desses gigantes. Em 2017, parte do fêmur do dinossauro foi encontrado por acidente na zona rural de Jaci, a 42 quilômetros de Uchoa. A relíquia foi achada no chão, em um terreno que havia sido revirado para se tornar um loteamento de chácaras.