Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Polvos fêmeas lançam pedras em machos ‘irritantes’, sugere estudo

Pesquisadores analisaram o comportamento de polvos na Austrália e perceberam que os animais podem fazer arremessos direcionados – atingindo outros indivíduos intencionalmente.

Por Luisa Costa 31 ago 2021, 19h29

Um novo estudo mostrou que polvos da costa australiana arremessam objetos com a possível intenção de acertar uns aos outros. O comportamento raro foi observado principalmente em polvos fêmeas, que provavelmente realizam os arremessos para se livrar de machos assediadores.

Os arremessos de conchas, algas e punhados de lodo foram observados pela primeira vez em 2015, em uma região da Baía Jervis (na Austrália) que ganhou o apelido de “Octopolis” por conta da grande quantidade de polvos da espécie Octopus tetricus encontrados por lá.

O comportamento de arremesso foi visto como uma forma de cavar tocas, limpá-las ou se livrar de restos de comida, por exemplo. Mas ocasiões em que os polvos atingiam outros indivíduos com os objetos arremessados deixaram o pesquisador Peter Godfrey-Smith, da Universidade de Sydney, e sua equipe em dúvida. Eles não sabiam se os polvos estavam acertando uns aos outros intencionalmente ou não.

Os cientistas fizeram mais filmagens e análises, e descobriram que existem diferenças entre os tipos de arremesso realizados, o que sugere que os polvos miram seus arremessos e eventualmente acertam uns aos outros de propósito.

Para realizar os arremessos, os polvos seguram os objetos em seus tentáculos e então disparam um jato de água a partir de seus sifões, realizando o lançamento.

Polvo fêmea lançando pedras do fundo do mar em macho.
Godfrey-Smith/bioRxiv/Divulgação

Os cientistas escrevem que o comportamento acontece em vários contextos. Parece haver dois tipos principais de arremesso: direcionado ou não direcionado. O arremesso não direcionado é quase sempre feito entre dois tentáculos frontais e aconteceria a partir de intenções como as já citadas: cavar tocas e se livrar de alguns objetos. 

Continua após a publicidade

Já o arremesso direcionado – que ao menos parece ter como alvo outros indivíduos – foi feito, eventualmente, a partir de ângulos específicos de lançamento, entre tentáculos à esquerda ou à direita. Esses arremessos são geralmente de lodo e são consideravelmente mais vigorosos. Os pesquisadores acreditam que esse tipo de lançamento pode desempenhar um papel social.

Principalmente polvos fêmeas foram observadas realizando arremessos direcionados, jogando objetos em outros polvos. Em 2016, por exemplo, uma fêmea foi observada lançando lodo dez vezes em um macho que tentava acasalar com ela. Em alguns desses lançamentos, o macho tentou se esquivar, mas cinco dos arremessos foram bem sucedidos e atingiram o animal. “Essa sequência foi uma das que me convenceu [foi intencional]”, afirma Godfrey-Smith.

Esse tipo de lançamento pode ser usado como uma forma de ataque, mas os pesquisadores não observaram nenhum polvo respondendo a arremessos, atirando objetos de volta.

  • Há outra possível explicação para os arremessos direcionados. Algumas vezes, os pesquisadores observaram os polvos atirando objetos ao vazio após algumas interações sociais; isso poderia ser uma forma de os animais extravasarem algum tipo de frustração.

    Um polvo foi visto, por exemplo, atirando uma concha em uma direção aleatória e depois mudando de cor após não ser correspondido por uma fêmea em uma tentativa de acasalamento.

    Alguns animais são vistos atirando objetos em outros animais ou ao acaso. Mas, segundo Godfrey-Smith, “é especialmente raro o arremesso de objetos em outros membros da mesma população”.

    Continua após a publicidade
    Publicidade