Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

De onde vem a palavra “chiclete”?

Da marca Chiclets. Mas calma: a parte legal é de onde a marca tirou esse nome tão exótico.

Por Guilherme Eler
Atualizado em 27 jul 2020, 12h33 - Publicado em 25 set 2019, 11h04

“Chiclete” é um caso clássico de metonímia: foi incorporada ao português por causa da Chiclets, marca de goma de mascar da americana Adams, comercializada a partir de 1910. O primeiro uso do termo por escrito no Brasil foi em 1933 na revista Fon-Fon. O curioso é de onde a marca tirou o nome. Ele veio do termo hispânico chicle, que chegou aos EUA via México no século 19.

Os colonizadores espanhóis, por sua vez, absorveram o termo chicle após conquistarem o México. A origem é tziklti, uma palavra da língua náuatle – falada no antigo Império Azteca. Tziklti significa, quem diria, “substância pegajosa”. Era assim que os aztecas chamavam o látex extraído de uma árvore chamada sapotizeiro. Era uma resina borrachuda muito usada para mascar – ainda que, na época, não fosse docinha como os chicletes (feitos de petróleo) de hoje. 

Fonte: Spanish Word Histories and Mysteries: English Words That Come From Spanish, Houghton Mifflin Harcourt; Blog Sobre Palavras, do jornalista Sérgio Rodrigues, na VEJA

Continua após a publicidade

Pergunta de Carolina Monteiro, São Paulo, SP

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.