Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Um carro compacto pode ser mais seguro que um SUV em batidas de trânsito?

Dica: não vai adiantar nada se você estiver a 200 km/h.

Por Alexandre Carvalho
19 jan 2023, 17h24

Pode. Depende do foco da montadora com a segurança de cada modelo. Os veículos mais seguros hoje contam com recursos como absorvedores de impacto junto ao para-choque, de modo que a energia destrutiva de uma batida não chegue ao motorista e aos passageiros (dica: não vai adiantar nada se você estiver a 200 km/h). E há muitos modelos compactos com esse e outros itens projetados para preservar sua vida. Às vezes, mais do que seus pares grandões.

O New Duster, da Renault, que é um SUV de pequeno porte, teve a pior classificação possível em testes feitos ano passado pelo Latin NCAP, órgão que avalia a segurança dos veículos lançados na América Latina. Um crash-test lateral, a 50 km/h, mostrou que, numa colisão, esse modelo tende a permitir que parte da carroceria entre na cabine dos passageiros. Uma porta do SUV também abriu durante o teste, o que não é esperado nessa baixa velocidade. Isso representa um risco considerável de um passageiro ser arremessado para fora do automóvel num acidente.

Os SUVs mais antigos também eram uma ameaça aos passageiros de outros carros. Isso porque seus para-choques ficavam numa posição mais alta que a dos veículos menores. Resultado: numa batida entre o Davi e o Golias do trânsito, os SUVs podiam subir pelo capô dos carros pequenos, indo diretamente de encontro às pessoas lá dentro. Esse problema, porém, tem sido minimizado: os SUVs mais modernos já têm um design em que o para-choque é mais alinhado ao dos compactos. 

Continua após a publicidade

Apesar desses exemplos, a regra é outra. Um veículo maior e mais pesado tende a fornecer uma proteção melhor a seus ocupantes em relação aos pequenos – desde que estejam em igualdade de condições nas tecnologias de segurança. As extremidades dianteiras mais longas dos SUVs absorvem melhor o impacto em colisões frontais. E a categoria de peso-pesado faz com que eles continuem avançando no caso de batida contra um carro menor. Quem vira sanfona é o pequeno. 

Fontes: Insurance Institute for Highway Safety (IIHS); Latin NCAP; Cesvi Brasil.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.