Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Antes de fazer profecias, Nostradamus escreveu um livro de receitas

O Tratado de Cosméticos e Geléias inclui doces, maquiagens e até dicas de beleza vindas diretamente do suposto profeta

Por Maria Clara Rossini
Atualizado em 30 ago 2022, 16h51 - Publicado em 30 ago 2022, 16h51

Ascensão de Hitler, Revolução Francesa, morte do presidente americano John Kennedy. Esses acontecimentos têm algo em comum: todos foram supostamente previstos por Nostradamus. O médico e astrólogo francês ficou famoso pelas previsões contidas no livro “As profecias”, escrito em 1555. Ele inclui passagens (um tanto genéricas) sobre supostos acontecimentos futuros.

Só que o livro de profecias não foi a primeira obra do autor. Antes de se tornar Nostradamus (uma versão latinizada do seu nome, Michel de Nostradame), ele escreveu um… livro de receitas. Nele, o astrólogo ensina a fazer geleias e cosméticos.

O Traité des fardements et confitures (Tratado de cosméticos e geléias, em tradução livre) foi publicado em 1552. A inspiração não veio do nada: Nostradamus começou a cursar medicina na Universidade de Montpellier, no sul da França, mas foi expulso porque também atuava como boticário, o que era proibido pelas regras da faculdade. Em outras palavras, ele já tinha algum conhecimento de ingredientes, ervas e medicamentos.

Continua após a publicidade
Página de receita escrita por Nostradamus.
(Bibliothèque Nationale de France/Reprodução)

O livro inclui receitas de doces, remédios e até dicas de beleza. Mas não confie em tudo que Nostradamus diz: o autor recomenda ingredientes perigosos, como lixívia (alvejante), para o clareamento de cabelo; e cristais triturados, para a limpeza dos dentes.

E tem até poção de amor: basta misturar maçãs, canela, e o sangue de sete pardais machos. Acredita-se que essas aves tenham apenas um parceiro ao longo da vida, então basta uma colher de chá dessa poção para despertar uma paixão ardente.

Continua após a publicidade

Mas você também pode encontrar receitas úteis. Ele ressalta, por exemplo, o açúcar como um ingrediente para preservar frutas, o que lembra as técnicas usadas para fazer compotas e geléias atualmente. O açúcar era caro e raro naquela época, então a maioria das receitas de doces são destinadas a nobres e reis.

Para o autor, uma das receitas mais importantes do livro era a de um “remédio” natural para a peste bubônica, uma infecção causada pela bactéria Yersinia pestis. Mas o remédio não parecia funcionar: apesar de viajar a Europa receitando e tratando a peste bubônica, Nostradamus não conseguiu salvar a esposa e seus dois filhos, que morreram da doença.

O livro ainda inclui uma receita de marzipan, um caldo de rosas laxativo e uma marmelada. Já os capítulos de beleza mostram como fazer óleo de noz-moscada, uma água perfumada e como tornar a barba mais escura e macia usando cinzas.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.