Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Bebês observam e julgam atitudes que desaprovam

Quando colocados diante de dois personagens brigando, eles eram capazes não só de discernir vítima de agressor como também puniam o comportamento violento.

Por Leo Caparroz 15 jun 2022, 07h38

Um estudo da Nature Human Behaviour revela que bebês de oito meses são capazes de repreender comportamentos exibidos por terceiros. Eles sugerem que o impulso em punir pode ser inato em vez de aprendido.

A punição do comportamento considerado não sociável é encontrada apenas em humanos e é comum em várias culturas. No entanto, o que instiga a noção de moral não é bem compreendido. Além disso, é muito difícil examinar a tomada de decisão de bebês, já que eles não falam.

“A moralidade é uma parte importante, mas misteriosa, do que nos torna humanos,” conta o principal autor do estudo, Yasuhiro Kanakogi. “Queríamos saber se punir terceiros é algo presente desde uma idade muito jovem, porque isso ajudaria a saber se a moralidade é aprendida.”

Os pesquisadores, então, começaram uma série de experimentos. Primeiro, eles familiarizaram os bebês com o básico –  animações eram exibidas em uma tela. Por meio do rastreamento de olhar, os bebês encaravam um objeto por determinado tempo e ele era esmagado por uma rocha.

Depois, eles mostraram um vídeo com dois personagens em forma de quadrado, em que um parecia ferir o outro. O plano era observar se os bebês puniam o quadrado agressor olhando para ele.

Os resultados revelaram que, mesmo antes de aprenderem a se comunicar, os bebês puniam o agressor com mais frequência do que anteriormente.

“Observar esse comportamento em crianças muito pequenas indica que os humanos podem ter adquirido tendências comportamentais em direção à moralidade durante a evolução,” relata Kanakogi. “Especificamente, a punição do comportamento ‘antissocial’ pode ter evoluído como uma parte importante da cooperação humana.”

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)