Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Download do bem

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h48 - Publicado em 30 abr 2004, 22h00

Lia Pimenta

Uma pesquisa divulgada no mês passado garante que download não faz mal a ninguém. Segundo estudo de Koleman Strumpf e Felix Oberholzer-Gee, das universidades de Harvard e da Carolina do Norte, baixar música na rede não afeta a vendagem de CDs significativamente. A dupla chegou a essa conclusão analisando mais de 250 mil downloads durante 17 semanas no final de 2002.

Para isso, rastrearam dois servidores da rede OpenNap (derivada da Napster). “Computamos somente os downloads baixados com sucesso. Depois comparamos esses dados à vendagem de 680 discos nos EUA”. disse Strumpf. O resultado revelou que 5 mil downloads seriam necessários para afetar a venda de um único disco. Segundo as contas da dupla, isso significa que anualmente cerca de 2 milhões de discos deixariam de ser vendidos. E que o número é insignificante perante os 800 milhões consumidos no ano da pesquisa (0,25%). “Não são os downloads que explicam a queda de vendas de 139 milhões de discos entre 2000 e 2002”, afirma o economista de Harvard. A indústria fonográfica estrilou. Tanto a RIAA (Associação das Gravadoras Norte-Americanas) quanto a IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica) se manifestaram contra a pesquisa e estão atualmente processando várias pessoas acusadas de trocar música pela internet. No Canadá, um juiz considerou recentemente que downloads de música não violam direitos autorais, inocentando os internautas. A CRIA (Associação das Gravadoras Canadenses) vai recorrer. No Brasil, a ABPD (Associação Brasileira dos Produtores de Discos) também contestou a metodologia utilizada pelos economistas.

“Todas as outras pesquisas realizadas por institutos renomados em vários países apontam justamente o contrário”, divulgou a ABPD. “O resultado foi distorcido porque usou como base o fim do ano, período mais intenso em vendagem de CDs. Obviamente, qualquer estudo sobre esse assunto deveria abranger o ano inteiro.”

Continua após a publicidade

Strumpf responde: “Não estudamos somente a época quando as vendas aumentam no Natal, mas todos os downloads entre setembro e dezembro”.

Então por que as vendas de CD caíram?

Economistas americanos sugerem seis causas

1. Recessão econômica

2. Redução do número de discos lançados

3. Competição com outras formas de entretenimento, como DVDs e videogames

Continua após a publicidade

4. Redução da variedade musical nas rádios

5. Boicote de consumidores contra a indústria

6. Crescimento exagerado de vendas nos anos 90, quando consumidores estava, trocando seus LPs por CDs

Publicidade