GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Estudo afirma que existe, sim, atração por certos “tipos” de pessoas

É por isso que seu atual é mais parecido com o seu ex do que você gostaria que fosse.

Talvez isso já tenha acontecido com você: aquele seu amigo que não consegue ficar sozinho já te apresentou uns 3 namorados, e você achou que todos fossem a mesma pessoa. Tanto no físico quanto na personalidade. Daí vinha aquela velha dúvida: realmente existem “tipos” de personalidade ou aparência pelos quais as pessoas se atraem mais? De acordo com um estudo da Universidade de Toronto, a resposta é sim.

O estudo, publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, analisou quão parecidos são os atuais e os ex parceiros amorosos de uma pessoa, para saber se eles são parecidos ou não – e aí cravar se o tal “tipo” existe mesmo.

Para isso, os pesquisadores usaram dados coletados de um estudo de longa duração na Alemanha. Eles analisaram os padrões de respostas a 21 perguntas que investigavam traços de personalidade, incluindo extroversão, conscientização e grau de neurose – usando critérios do Big 5, ou Modelo dos Cinco Grandes Fatores, uma das mais aceitas formas de classificação de personalidades.

Durante o estudo, que durou nove anos ao todo, alguns participantes terminaram seus relacionamentos e encontraram novos parceiros, que também completaram o questionário. Usando dados de 332 participantes (incluindo exs e novos parceiros), a equipe atestou que as pessoas tendiam a escolher companheiros com padrões de personalidade semelhantes aos seus próprios.

Os pesquisadores também descobriram que os parceiros atuais e os anteriores tendem a ter traços de personalidade bastante semelhantes. “Os resultados revelaram um grau significativo de semelhança de parceiros distintos, sugerindo que pode realmente haver um tipo de pessoa que mais atrai cada indivíduo”, escrevem os autores do estudo.

Outra descoberta do estudo é que, quanto mais extrovertida uma pessoa é, menos esse efeito (de se relacionar sempre com pessoas do mesmo “tipo”) se manifesta. Além disso, os pesquisadores também registraram muitos casos de casais com personalidades antagônicas. Sim, sua amiga está com aquele mala que não tem nada a ver com ela porque quer.