GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Etiqueta colada no livro indica assunto e autor

Como é feita a classificação de livros nas bibliotecas?

Praticamente todas as bibliotecas usam duas formas de catalogação: a Classificação Universal Decimal e a Classificação Decimal de Dewey. O princípio dos dois métodos é o mesmo. “Na primeira linha da etiqueta colada nos livros é determinado o assunto”, explica a biblioteconomista Marilda Lopes de Lara, da Universidade de São Paulo. As áreas do conhecimento são divididas em dez e o primeiro número da esquerda indica a qual delas se refere aquele volume.

Os outros números que seguem informam, dentro da área, qual é o assunto específico abordado (veja infográfico). Na segunda linha da etiqueta há informações sobre o autor e o título. Caso o livro esteja dividido em mais de um volume, seu número será indicado na terceira linha. A quarta linha mostra se, dentro da mesma biblioteca, há mais de um exemplar da mesma publicação. Algumas bibliotecas têm livros apenas sobre um determinado tema. Nesse caso, são usados outros tipos de classificação que se adaptam ao assunto.

Carteira de identidade

A Classificação Decimal de Dewey é usada por boa parte das bibliotecas.

W é a primeira letra do sobrenome do autor e 378 é o seu número segundo uma tabela que numera os nomes dos autores de acordo com as três primeiras letras do sobrenome. O “f” é a primeira letra do título.

O número 500 significa que o assunto é Ciências Puras, 30 que o livro fala sobre Física.