GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Metade das árvores amazônicas corre risco de extinção

A região abriga 15 mil espécies de árvores; entre 36% e 57% delas podem estar ameaçadas.

A cada ano, mais de 15 bilhões de árvores são cortadas no mundo todo – e boa parte desse desmatamento acontece na Floresta Amazônica. O problema é que, segundo um novo estudo publicado no jornal Science Advances, mais da metade de todas as espécies da floresta – que é a mais diversificada do mundo – pode estar ameaçada de extinção. Para se ter uma ideia, o local comporta mais de 15 mil espécies de árvores.

A equipe de investigação, composta por 158 pesquisadores de 21 países entre ecologistas, biólogos e antropólogos, foram para a Amazônia e analisaram a flora local com dados coletados desde 1950. Eles concluiram que entre 36% e 57% das árvores estão classificadas como “ameaçadas”, segundo critérios da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

“Nós não estamos dizendo que a situação na Amazônia piorou do nada”, disse Nigel Pitman, um dos pesquisadores. “Só estamos dando uma nova estimativa de como as espécies de árvores estão sendo afetadas pelo desmatamento histórico, e como ele pode afetar a perda de florestas no futuro.”

Mas ainda há uma esperança. Segundo os pesquisadores, se parques e reservas das região forem bem cuidados e não sofrerem nenhuma degradação, eles podem ser o suficiente para proteger as espécies ameaçadas.  

“Ou a gente se levanta para proteger estes lugares em situação crítica, ou overemos extinções em grande escala”, disse.