GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Trabalhadores eram pagos com cerveja há 5 mil anos

Um registro encontrado no Iraque é o recibo de trabalho mais antigo já visto

Um registro de mais de 5 mil anos de idade mostra que trabalhadores eram pagos com cerveja no passado. A peça arqueológica foi encontrada na região da cidade de Uruk, no Iraque. Há cinco mil anos, a região fazia parte da Mesopotâmia.

A informação foi publicada na revista New Scientist. O texto explica que a pedra mostra quantos vasos eram devidos aos trabalhadores. Esses recipientes podiam ser de comida ou de uma espécie de cerveja que era consumida na época.

Algo importante é revelado com isso: mesmo há cinco mil anos, a humanidade já havia estabelecido relações e ideias de trabalho remunerado.

A pedra conta com escrita cuneiforme, que era usada na época para registro de trocas, vendas e trabalho. O registro encontrado na Mesopotâmia é, portanto, o recibo de trabalho mais antigo já visto.

Esse conteúdo está gravado em uma placa de argila, pertencente ao Museu Britânico. A entidade tem mais de 130 mil artefatos do tipo em seus arquivos.

O pagamento em cervejas, vale dizer, não era exclusividade da Mesopotâmia. Estima-se que trabalhadores no Egito Antigo também recebiam em cerveja. A remuneração para pessoas que trabalhavam construindo pirâmides é estimada entre 4 e 5 litros de cerveja.

Na Idade Média, como lembra o site Ars Technica, trabalhadores também recebiam vinho, em vez de moedas.