GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Game of Thrones: 7 detalhes do último episódio (além do copo de café)

O deslize tomou conta da internet, mas apostamos que você não reparou em todas as referências e participações especiais do episódio de domingo (5).

O episódio de Game of Thrones deste domingo (5) teve todos os elementos pelos quais a série ficou conhecida: dragões, diálogos intensos, festas, sexo e, claro, mortes inesperadas.

Mas nada disso chamou mais a atenção das pessoas do que um pequeno erro de gravação: um copo de café, parecido com aqueles do Starbucks, apareceu em uma das cenas no início do episódio:

O deslize repercutiu tanto que o diretor de arte da série se manifestou. Em uma entrevista à revista Variety, Hauke Richter foi conformista: “Coisas podem ser esquecidas no set de filmagem”. De acordo com ele, isso tomou grandes proporções porque nunca havia acontecido um erro assim em Game of Thrones.

Pelo menos, a HBO abraçou a piada (e provavelmente poupou o azarado que deixou o café ali de uma demissão):

Notícias de Winterfell. O latte que apareceu no episódio foi um erro. Daenerys havia pedido um chá de ervas. 

Mas um episódio desses, que preparou o terreno para a batalha final da temporada (e da série), não deve ser lembrado apenas pelo cafezinho. Há uma série de detalhes e referências contidas nele – e que você provavelmente nem reparou. Confira alguns na lista abaixo que, sem dúvidas, está repleta de SPOILERS:

1 – A abertura mudou após a Batalha de Winterfell

 (HBO/Reprodução)

O terceiro episódio da oitava temporada mostrou a maior batalha de toda a série. O confronto entre o exército dos mortos, liderados pelo Rei da Noite, e dos vivos, comandados por Daenerys e Jon Snow, acabou com parte de Winterfell, lar da família Stark – e toda essa destruição está representada na abertura do quarto capítulo.

Como de costume, as animações de abertura de Game of Thrones mudam em todas as temporadas para fazer referência aos lugares que aparecerão naquele ano. Em 2019, além da evolução gráfica, as introduções também passaram a mostrar pequenas modificações em cada episódio.

Na desta semana, é possível ver as ruínas do interior dos castelos de Winterfell, além das pilhas de corpos em chamas (imagem acima) na parte externa – uma referência ao funeral dos mortos em batalha que é realizado no começo do episódio.

2 – Daenerys sussura algo no ouvido de Jorah 

Por falar em funeral, quando o cadáver de Jorah Mormont está prestes a ser queimado, Daenerys se aproxima e sussura algo no ouvido do fiel protetor.

Na internet, fãs especularam sobre o que a personagem teria dito naquele momento. O ator Ian Glein, que interpretou Jorah, chegou a comentar sobre a cena para a revista Entertainment Weekly. De acordo com ele, o conteúdo do sussuro não estava no roteiro. A única indicação no script era que “Daenerys sussurraria algo que ele nunca vai ouvir, e nós nunca saberemos”.

Restou para a atriz Emilia Clarke improvisar o que seria dito na hora. “Foi algo totalmente sincero e verdadeiro para o momento, e nunca vou esquecer”, disse Glein, que não deu spoiler sobre o que foi.

3 – Há uma pequena participação dos criadores da série

 (HBO/Reprodução)

David Benioff e D.B. Weiss, os responsáveis pela adaptação de Game of Thrones para televisão, fazem uma rápida aparição no quarto episódio durante as celebrações em Winterfell após a batalha. A cena é bem rápida: eles aparecem próximo à Tormund Giantsbane e Jon Snow quando o primeiro faz um brinde e, em seguida, vira um copo em formato de chifre cheio de vinho goela abaixo.

Mas não é a primeira vez em que eles fazem uma pontinha na série. Na quinta temporada, o rosto deles é usado como base para duas próteses que compõem as paredes da Casa do Preto e Branco, o templo do Deus de Muitas Faces. Além disso, os pais de David Benioff aparecem como um casal de idosos no primeiro episódio da quarta temporada. O pai de David, Stephen Friedman, fez parte do governo do presidente dos EUA George W. Bush – que também “dá as caras” na produção.

4 – O diálogo entre Arya e Gendry é uma referência à 1a temporada

Logo após se tornar um Lorde graças a nomeação de Daenerys, Gendry Baratheon decide pedir Arya em casamento. Pobre apaixonado: a menina se sente lisonjeada com o pedido, mas o recusa. A justificativa? Ela não é uma lady, e seu lugar não é dentro de um castelo.

Arya utiliza quase as mesmas palavras que usou com seu pai, Ned Stark, no quarto episódio da primeira temporada. No diálogo acima (em inglês), Ned fantasia com um futuro em que sua filha se casaria e viraria mãe de poderosos cavaleiros e reis. A resposta da garota é enfática: “Essa não sou eu”. Uma referência para mostrar que a personalidade de Arya, ao contrário da sua habilidade em matar pessoas, nunca mudou.

5 – Missandei estava ali – só que não

 (HBO/Reprodução)

A cena final do episódio deu um baita trabalho para a produção. Isso porque, além de construir os portões de entrada de Porto Real (uma mistura entre computação gráfica e um grande cenário construído), os dois núcleos de personagens estavam a uma distância muito grande.

Para contornar esse trabalho, a gravação aconteceu em momentos diferentes. O primeiro deles foi no cenário real, com Cersei, Euron Greyjoy e cia. em cima da muralha. A segunda foi dentro de um set, onde a magia do cinema aproximou os atores do chão, para que eles pudessem contracenar com Daenerys e os outros.

Além disso, algumas cenas de Missandei foram gravadas separadamente, apenas com a atriz Nathalie Emmanuel e um fundo verde (o famoso chroma key). Mas calma: o isolamento não é nenhum tipo de bullying, não. Tudo isso foi feito para evitar que qualquer tipo de revelação da morte da personagem vazasse. No teaser do episódio, por exemplo, ela não aparece onde supostamente deveria estar. Veja o antes e depois das filmagens:

 (HBO/Reprodução)

 (HBO/Reprodução)

6 – A cadeira de rodas de Bran é uma invenção antiga

Em um breve diálogo, Tyrion conversa com Bran sobre sua cadeira de rodas. O garoto fala que a invenção é a mesma que Daeron Targaryen deu à seu sobrinho, 120 anos atrás.

Com apenas 14 anos, Daeron foi o oitavo rei Targaryen a se sentar no trono de Westeros. Ele foi o responsável por conquistar Dorne e, assim, unificar os Sete Reinos.

Veja também

Mas a cena traz outra referência. Na primeira temporada, é Tyrion quem dá a Bran um esboço de uma sela adaptada para que ele consiga andar à cavalo – apenas um dos exemplos da inteligência do anão.

7 – Tyrion fala a Bronn uma frase da segunda temporada

Um reencontro nada amigável na metade do episódio: Bronn aparece em uma taverna onde estão Jaime e Tyrion, que no passado trabalharam juntos com o mercenário. Desta vez, o personagem está em uma missão de assassinar os irmãos Lannister. Mas, como tudo tem o seu preço, ele aceita a proposta de Tyrion e poupa as suas vidas.

Na cena, Bronn interrompe uma frase que Tyrion estava dizendo: “O poder reside onde o homem acredita onde ele está.” Quem a proferiu pela primeira vez foi Varys, em um diálogo com o próprio Tyrion em Porto Real, na segunda temporada (vídeo acima, em inglês). Uma prova de que para ser sábio, às vezes é preciso só ter boas referências.