GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Game of Thrones: O que significam os símbolos dos White Walkers

Uma simbologia relacionada a batalhas, Bran Stark e até mesmo à proporção áurea. Entenda o que essas criaturas podem estar querendo dizer.

Desde os primeiros minutos da série Game of Thrones, os produtores presentearam os fãs com uma simbologia muito bem pensada. No primeiro episódio da oitava temporada, o de maior audiência da história da série, um símbolo específico chamou a atenção dos espectadores: a espiral de pedaços humanos feita pelos Caminhantes Brancos (White Walkers).

Está longe de ser a primeira vez em que a espiral aparece. No episódio 3 da terceira temporada, Jon Snow e um grupo de selvagens encontram pela primeira vez o símbolo desenhado na neve – nesta ocasião, com cadáveres de cavalos. Os homens que montavam os cavalos, evidentemente, morreram e se juntaram ao exército dos Caminhantes Brancos.

 (Reprodução/HBO)

Para entender o que esses símbolos significam, precisamos dividir a explicação em partes. Pequenas pistas foram surgindo ao longo dos episódios, e agora vamos juntar todas elas.

De onde eles vêm

A primeira parte veio no episódio 5 da sexta temporada. Bran utiliza a visão verde – seu poder de ver o passado – para testemunhar o nascimento do primeiro Caminhante Branco, o Rei da Noite. Os Caminhantes Brancos foram criados pelos Filhos da Floresta – uma espécie que já habitava Westeros muito antes da chegada dos Primeiros Homens (os que são humanos, como nós). 

O “molde” para criar o Rei da Noite foi um humano capturado. Inicialmente, a intenção era que os Caminhantes Brancos ajudassem seus criadores na batalha contra os humanos, que estavam invadindo e destruindo seu habitat. Como sabemos, o tiro saiu pela culatra e a nova espécie se mostrou uma ameaça tanto para a humanidade quanto para os próprios Filhos da Floresta.

Durante esse flashback, a transformação do humano em caminhante branco acontece sob uma árvore Represeiro, símbolo da religião dos Deuses Antigos. Ao redor dessa árvore, a espiral está presente mais uma vez, agora desenhada com pedras. Quando Bran volta ao tempo presente, percebemos que as pedras ainda estão posicionadas da mesma forma em torno da árvore

 (Reprodução/HBO)

Agora sabemos que o símbolo é mais antigo que os próprios Caminhantes Brancos. Ele foi idealizado por seus criadores, os Filhos da Floresta. Segundo um dos criadores da série, David Benioff, os Caminhantes Brancos se apropriaram posteriormente dessa simbologia. Essa ideia é confirmada no episódio 4 da sétima temporada, quando Jon e Daenerys descobrem uma espécie de “pintura rupestre” feita pelos Filhos da Floresta que apresenta a mesma espiral.

O que eles representam

Os Caminhantes podem ser até mais complexos do que imaginamos. A espiral não foi o único símbolo que eles formaram usando cadáveres. Na primeira cena do primeiro episódio da primeira temporada – sim, estava na nossa cara desde o início –, é possível ver outro símbolo na neve.

 (Reprodução/HBO)

Essa é a letra grega phi, mais usada para representar um número irracional que é aproximadamente 1,618. Mas talvez você o conheça sob o nome “número de ouro” ou por representar a Proporção Áurea.

Vamos explicar como chegar nesse número. Primeiro pensamos em uma sequência de números (a famosa Sequência de Fibonacci). Essa sequência se inicia por 0 e 1, e o próximo número sempre vai ser a soma dos dois anteriores. Então, o próximo número vai ser 1 (0+1), depois 2 (1+1), seguido de 3 (2+1), 5 (2+3), e assim por diante.

Se pegarmos cada número dessa sequência e dividirmos pelo anterior, o resultado se aproxima cada vez mais do valor de phi. Se por um acaso quisermos representar essas divisões graficamente, adivinhe só, temos uma espiral perfeita.

Essa proporção está presente em diversos elementos da natureza e é muito usada na arte e arquitetura porque acredita-se ser o ideal do equilíbrio perfeito. Se quiser conferir alguns exemplos, dê uma olhada na matéria da SUPER

O que eles dizem sobre a intenção dos Caminhantes Brancos

Apesar de não podermos bater o martelo, dá pra ter uma ideia do que ela quer dizer. O criador David Benioff também dá uma pista: ele diz que as espirais estão presentes em diversas culturas do mundo real e faz sentido que elas existissem no universo de Game of Thrones também.

Em diversas culturas, a espiral representa o renascimento ou progressão. E isso faz total sentido com a fala de Bran no episódio 2 da oitava temporada. Ele diz que o Rei da Noite pretende apagar toda a memória e existência do mundo, transformando-o em uma noite sem fim. Esse seria o renascimento macabro e aterrorizante do planeta.

Suas ações também podem ter a ver com a simbologia da Proporção Áurea. O equilíbrio entre o bem e o mal está muito presente tanto no enredo quanto na personalidade de cada personagem. Os Caminhantes Brancos são a personificação do mal, e sua criação trouxe desequilíbrio ao mundo. O avanço deles representa a destruição e distorção cada vez maior da harmonia.

Quem diria que esses zumbizões poderiam ser tão profundos?