Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Playlist: 5 coisas para ler, ver, ouvir e jogar em agosto

Um samurai em 4K, o mistério de doze minutos, um olhar científico sobre a burrice, a aliança entre ditaduras na América do Sul - e a história da mulher que sobreviveu a um tiro na cabeça

Por Bruno Garattoni Atualizado em 25 ago 2021, 17h12 - Publicado em 20 ago 2021, 07h59

A volta do samurai

Lançado em 2020, Ghost of Tsushima encantou pelo visual: inspirado no filme Os Sete Samurais, o game pode ser jogado em preto e branco e com as falas em japonês (como no clássico do diretor Akira Kurosawa), com legendas em português. Agora, está ganhando uma expansão com novas missões, gráficos melhorados e aproveitamento dos recursos do
PlayStation 5, como os gatilhos adaptáveis e o sistema de vibração do controle.

Ghost of Tsushima: Director’s Cut. Para PS4 e PS5. US$ 70 (upgrade: US$ 20).

Capa do livro
Editora Avis Rara/Reprodução

A burrice é infinita.  Mas não invencível

Neste livro bem-humorado e ao mesmo tempo profundo, o escritor francês Jean-François reúne psicólogos, filósofos, sociólogos e neurologistas para fazer um estudo científico da idiotice: de onde ela vem, do que se alimenta, como se propaga entre as pessoas – e como pode ser combatida invertendo todos esses processos.

A Psicologia da Estupidez. R$ 40.

Cena do jogo 12 minutes.
Annapurna Interactive/Reprodução

O mistério de 12 minutos

O protagonista (dublado pelo ator James McAvoy, de X-Men) e a esposa estão sentando para jantar. Um policial (Willem Dafoe) aparece, acusa a mulher de homicídio e tenta prendê-la. O marido não deixa, e é estrangulado pelo policial. Mas não morre: volta no tempo, para o início do jantar. Agora pode agir de modo diferente; e alterar o curso dos fatos. Eis a premissa deste game, em que você revive muitas vezes o mesmo loop de 12 minutos – até desvendar o que realmente aconteceu no tal crime.

Continua após a publicidade

Twelve Minutes. Para PC e Xbox. Grátis no serviço Xbox Game Pass.

Capa do livro
Ubook/Reprodução

As seis ditaduras

Em novembro de 1975, as ditaduras da Argentina, da Bolívia, do Brasil, do Chile, do Paraguai e do Uruguai firmaram uma aliança secreta, apoiada pelos EUA, para trocar informações sobre técnicas de tortura, perseguidos e presos políticos. Foi a “Operação Condor” – cuja história é narrada em áudio, em português, nesta reportagem especial do jornal Guardian.

Operação Condor. ubook.com (grátis por 7 dias, depois R$ 18,90 mensais).

Retrato de Yannahe Marques.
Yannahe Marques/Divulgação

“Ela não tem mais massa encefálica suficiente. É impossível sobreviver com a quantidade que restou”,

disseram os médicos à família da paulista Yannahe Marques, que em 2019 levou um tiro na cabeça disparado pelo ex-marido (ele se matou logo em seguida). Incrivelmente, Yannahe sobreviveu e escreveu um livro contando a experiência – incluindo as apavorantes sensações físicas e psicológicas logo após o tiro.

Eu Escolhi Viver. R$ 38.

 

Continua após a publicidade
Publicidade