Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Heródoto Barbeiro

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h28 - Publicado em 30 nov 2007, 22h00

O nome dá a pista: Heródoto, como seu xará grego do século 5 a.C., é historiador. Só depois de 20 anos dando aulas virou jornalista. E aqui ele seleciona 5 obras fundamentais para quem gosta de história. E uma que é história pra boi dormir.

A Revolução Francesa (Albert Soboul)

Um mergulho em um dos mais instigantes episódios da história da humanidade. Ele retrata, de uma forma ampla e generalista, a luta de classes que pôs fim ao absolutismo na França.

História Econômica do Brasil (Caio Prado Júnior)

Um clássico. Dá uma visão intensa da evolução econômica do nosso país e, mesmo assim, é uma obra fácil de ler.

Raízes do Brasil (Sérgio Buarque de Holanda)

Continua após a publicidade

Uma obra que explica a constituição da sociedade brasileira e é importante para entender a nossa realidade sociopolítica.

Macunaíma (Mário de Andrade)

É uma obra de ficção, mas que retrata a construção do caráter na sociedade brasileira. Além disso, é brilhantemente escrita por Mário de Andrade. Atualíssima.

O Relatório da CIA, Como será o Mundo em 2020 (vários)

Não é uma obra historiográfica, mas um exercício de futurologia com especialistas do serviço de inteligência americano, com ótimos ensaios.

O Código Da Vinci (Dan Brown)

Não pode nunca ser entendido como uma referência de história. Não passa de um livro de diversão. O pior é que vários espertalhões pegaram carona e lançaram livros sobre ele.

Continua após a publicidade

Publicidade