GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Impressões digitais de priscas eras

Alguém já morava na Terra há mais de 3,8 bilhões de anos.

Os fósseis mais antigos que se conhecem, com 3,5 bilhões de anos, são de microorganismos complexos demais para terem sido os primeiros a habitar o planeta. Mas nenhum animal mais velho do que isso deixou restos mortais para contar a história. Nesse caso, a esperança é achar sinais químicos de sua passagem pela Terra. Pesquisadores liderados por Stephen Mojzsis, da Universidade da Califórnia, em San Diego, acharam indícios de atividade biológica com mais de 3,8 bilhões de anos. Analisando rochas da Ilha de Akilia, na Groenlândia, eles encontraram grande quantidade de um tipo leve de átomo de carbono, com seis prótons e seis nêutrons no núcleo, embutido num mineral chamado apatita. Tanto o carbono como a apatita são normalmente produzidas por seres vivos. Quando aparecem combinados, a associação é mais direta ainda. Se os cientistas estiverem certos, quer dizer que os primeiros micróbios surgiram no planeta apenas 700 milhões de anos depois da formação da Terra.