GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual foi a maior extinção causada pelo homem?

O maior bando conhecido tinha quase 2 bilhões de aves, que voando ocupavam um espaço de 1,6 km de largura por 500 quilômetros de comprimento. Sua passagem por uma cidade levava dias seguidos.

A grande vítima foi o pombo-passageiro, da América do Norte, provavelmente a ave mais abundante do planeta no século 17. Estima-se que havia até 5 bilhões desses pássaros somente nos EUA. O maior bando conhecido tinha quase 2 bilhões de aves, que voando ocupavam um espaço de 1,6 km de largura por 500 quilômetros de comprimento. Sua passagem por uma cidade levava dias seguidos.

O pombo-passageiro começou a ser caçado pelo homem como alimento. Depois descobriu-se que ele poderia ser usado para ração de porcos e até para fertilização do solo. Nos séculos 17 e 18, ele foi a carne que aparecia em quase todas as refeições servidas aos escravos. Em 1805, um par de pombos passageiros custava 2 centavos de dólar em Nova York.

Por volta de 1850, percebeu-se que o número de pombos havia caído drasticamente. As fêmeas botavam apenas um ovo por vez, e seriam necessários alguns anos para recuperar o volume da população. Mas não deu tempo. Acredita-se que todos os pássaros do último bando remanescente tenham sido mortos num único dia, em 1896, quando aproximadamente 250 mil indivíduos foram abatidos numa caçada esportiva. Em 1900, um garoto de Ohio matou o último exemplar selvagem.

Restou apenas um pombo-passageiro em cativeiro, ou melhor, uma pomba chamada Martha, que morreu no zoológico de Cincinnati, Ohio, em 1914. Seu corpo embalsamado está até hoje exposto à visitação no Museu Nacional de História Natural, em Washington.

 

Eles também foram eliminados

Outras extinções gigantes que temos nas costas

1. Pombo-Passageiro

População estimada: 2 a 5 bilhões

Data da extinção: 1900

2. Blue Pike

População estimada: 50 a 100 milhões

Data da extinção: 1970

Era um peixe de coloração azul, que vivia na região dos Grandes Lagos, no Canadá e nos EUA. O blue pike chegou a representar 50% de toda a pesca comercial da região – entre 1885 e 1962 foram comercializados 450 milhões de quilos dessa espécie.

3. Great Auk

População estimada: 200 mil

Data da extinção: 1844

Eram os pingüins do Ártico. Começaram a ser perseguidos pelo homem ainda no século 8, por causa da sua carne e da pele, usada na fabricação de agasalhos. O último casal foi morto em julho de 1844, enquanto chocava um ovo.

4. Dodô

População estimada: Na casa dos milhares

Data da extinção: 1681

Ave de 1 metro de altura das ilhas Maurício, no oceano Índico. O dodô não sabia voar e não tinha medo das pessoas, o que fez dele uma presa fácil para os portugueses que chegaram às ilhas. Toda a espécie foi exterminada em menos de 200 anos.

5. Lobo-da-Tasmânia

População estimada: Mais de 3 500

Data da extinção: 1936

Um dos maiores mamíferos carnívoros do mundo, habitava o sul da Austrália. Foi exterminado porque era considerado uma ameaça aos rebanhos. Em 1888 foi oferecida uma recompensa de 1 libra por cabeça de lobo entregue ao governo.