GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Frescura no telhado. Cobrindo o teto com vegetação.

Pesquisa prova que prédios cobertos por vegetação podem esfriar as cidades

Tiago Cordeiro

Que a vegetação é fundamental para reduzir a temperatura nas cidades, disso ninguém duvida. Mas dois pesquisadores da Universidade Cardiff, no País de Gales, resolveram calcular como cidades diferentes seriam beneficiadas. Phillip Jones, diretor da Escola Welsh de Arquitetura, e a arquiteta Eleftheria Alexandri simularam no computador os efeitos em 9 metrópoles caso elas cobrissem o teto de todos os seus edifícios com vegetação. Eles perceberam que, dependendo do lugar, a temperatura local poderia cair de 3,6 a 11,3 graus. Quanto mais quente a cidade, maior o efeito refrescante.

Isso acontece por dois motivos. Em primeiro lugar, a vegetação absorve menos calor do que o concreto. “Superfícies quentes aquecem o ar à sua volta e têm uma grande influência sobre a temperatura local”, diz Phillip Jones. Além disso, a transpiração das árvores aumenta a umidade do ar, e, dessa forma, também reduz a temperatura. Muros verdes também produzem um efeito parecido, mas telhados são mais eficientes, já que cobrem uma área de exposição ao sol bem maior.

“Além de reduzir o calor, em regiões quentes as coberturas verdes diminuem consideravelmente o consumo de energia com o uso de ar-condicionado”, diz Jones. E consumo menor de energia significa menos poluição, principalmente nos países que usam usinas termoelétricas. Veja o que aconteceria em 6 cidades de acordo com a simulação dos dois especialistas.

Foto: GettyImages