Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como não engravidar se a camisinha estourar?

O melhor jeito é a pílula do dia seguinte, mas atenção: se o óvulo já estiver fecundado, ela não vai interferir na gravidez

Por Giselle Hirata
Atualizado em 22 fev 2024, 10h45 - Publicado em 30 ago 2012, 16h20

Se não estiver usando nenhum anticoncepcional, o jeito é tomar a pílula de emergência (ou pílula do dia seguinte).

Existem dois tipos: o de um comprimido e o de dois, que deve ser ingerido com um intervalo de 12 horas entre uma pílula e outra. A carga extra de hormônio do remédio retarda a ovulação e impede que a fecundação aconteça.

Mas esse método contraceptivo só faz efeito se for tomado até 72 horas após a relação. Quanto maior a demora, menor a eficácia. E se o óvulo já estiver fecundado, a pílula não vai interferir na gravidez. Além disso, ela não substitui os anticoncepcionais regulares e perde a eficiência se for utilizada constantemente.

Primeiro recado importante: apesar de a pílula ser vendida em farmácias sem precisar de receita, é sempre bom consultar um médico antes de tomar qualquer medicamento. Segundo: quando a camisinha estoura, uma gravidez não é o único perigo. Você pode contrair uma infecção sexualmente transmissível. Consulte um médico e faça os exames de sangue necessários.

Continua após a publicidade

As 5 dúvidas mais comuns sobre o risco de gravidez

1. É possível engravidar durante a menstruação?

(Marcus Penna/Mundo Estranho)

É raro, mas acontece. A incidência é maior em mulheres que têm o ciclo menstrual irregular. Como as fases hormonais ficam indefinidas, o período de ovulação pode coincidir com “aqueles dias”.

Nas mulheres regulares, é quase impossível isso acontecer, já que a ovulação ocorre quase duas semanas antes do sangramento.

Continua após a publicidade

2. Em quanto tempo ocorre a fecundação do óvulo após a ejaculação?

(Marcus Penna/Mundo Estranho)

Até 72 horas depois, mas depende de cada organismo. Dentro do órgão reprodutor feminino, os espermatozoides mais saudáveis podem sobreviver até cinco dias, mas a média é 48 horas.Por isso, dá para engravidar mesmo não estando no período fértil – se a ovulação ocorrer em até dois dias.

3. Qual a quantidade mínima de espermatozoides para engravidar?

(Marcus Penna/Mundo Estranho)

O ideal é ter, pelo menos, 20 milhões por mililitro de esperma – e 50% dos espermatozoides precisam ser móveis para conseguir se deslocar até as trompas. Abaixo de 4 milhões, as chances são menores. Mas, como apenas um é necessário para fecundar o óvulo, todo cuidado é pouco.

4. Qual o tempo de vida útil de um espermatozoide?

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
(Marcus Penna/Mundo Estranho)

Dentro do corpo humano, em média 72 horas. Do lado de fora, eles resistem apenas alguns minutos, dependendo das condições do meio onde estiver depositado. O espermatozoide é muito sensível a agentes externos e quase não sobrevive fora da vesícula seminal.

5. É possível engravidar se não houve ejaculação?

(Marcus Penna/Mundo Estranho)

Não, não é. E o líquido transparente (fluido pré-ejaculatório) que sai antes da ejaculação é apenas um “lubrificante”. Ele serve para limpar o canal por onde passam os espermatozoides, já que o local fica ácido com a passagem da urina, impedindo que os bichinhos sobrevivam.

Curiosidades úteis:

  • O fluido pré-ejaculatório pode conter alguns espermatozoides do sexo anterior, mas as chances de engravidar com ele são mínimas.
  • Se, por acidente, a ejaculação ocorrer em áreas próximas à vagina, é bem raro a fecundação acontecer. Mas, para não correr risco, use preservativos.
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.