Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Por que temos a tendência de levar ferimentos à boca?

Por causa da herança de um hábito cultivado por nossos ancestrais. “Desde a Antiguidade, o homem já usava sua própria saliva para o tratamento de lesões externas, como ferimentos, herpes, úlceras infectadas e varíola”, diz o microbiologista José Luiz De Lorenzo, da Universidade de São Paulo (USP). Assim, levar os ferimentos à boca é uma […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h12 - Publicado em 18 abr 2011, 18h54

Por causa da herança de um hábito cultivado por nossos ancestrais. “Desde a Antiguidade, o homem já usava sua própria saliva para o tratamento de lesões externas, como ferimentos, herpes, úlceras infectadas e varíola”, diz o microbiologista José Luiz De Lorenzo, da Universidade de São Paulo (USP). Assim, levar os ferimentos à boca é uma espécie de sabedoria popular, transferida de geração para geração há milênios. E esse costume tem um certo sentido, pois a saliva – assim como a lágrima e o leite materno – possui várias enzimas e anticorpos capazes de destruir microorganismos, por isso ela é uma excelente fonte de defesa para a boca. “Mas não dá para concluir que esse efeito será o mesmo se a saliva for aplicada em um ferimento em outro local”, diz José Luiz.

Além disso, há alguns perigos. A saliva de quem tem problemas de inflamação na gengiva ou nos dentes pode levar bactérias da boca para o ferimento, infeccionando o local. “Há também o risco inverso, ou seja, a transmissão de germes nocivos da ferida para a boca da pessoa”, afirma José Luiz. Portanto, o melhor a fazer é evitar esse velho hábito.

Publicidade
Mundo Estranho, Saúde
Por que temos a tendência de levar ferimentos à boca?
Por causa da herança de um hábito cultivado por nossos ancestrais. “Desde a Antiguidade, o homem já usava sua própria saliva para o tratamento de lesões externas, como ferimentos, herpes, úlceras infectadas e varíola”, diz o microbiologista José Luiz De Lorenzo, da Universidade de São Paulo (USP). Assim, levar os ferimentos à boca é uma […]

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade