GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é a diferença entre o mamute e o mastodonte?

Numa olhada rápida, é muito difícil identificar alguma distinção entre esses dois primos dos elefantes, ambos extintos há milhares de anos. “As principais diferenças entre o mamute e o mastodonte são o período em que eles viveram e certas particularidades quanto aos dentes”, diz a bióloga Mara Marques de Ângelo, da Fundação Parque Zoológico de São Paulo. Como a variação na dentição é na parte interna da boca, só mesmo um bom dentista pré-histórico poderia separar um do outro. Diferenciar claramente mamutes e mastodontes é ainda mais complicado pelo fato de ambos se dividirem em várias espécies, com tamanhos e detalhes anatômicos distintos. Para se ter uma idéia, existiram mamutes gigantes, com cerca de 5 metros de altura, e outros com menos de 2 metros.

Até hoje os cientistas ainda não chegaram a um consenso sobre as causas da extinção desses animais, mas alguns defendem que a caçada de filhotes pelo homem possa ter contribuído para o desaparecimento deles. Ambos são classificados dentro da ordem dos proboscídeos, que já teve cerca de 350 espécies, todas extintas, com exceção do elefante asiático (Elephas maximus) e do africano (Loxodonta africana), que surgiram há cerca de 10 mil anos. Ah, em tempo: na seção Próximo Capítulo da edição passada, o animal que aparecia na ilustração era um mastodonte.

Elefantes ancestrais
Distribuição geográfica, época de vida e dentes internos separam um do outro

CADA UM NO SEU CANTO

Os mamutes habitavam o norte da Europa, a América do Norte e principalmente a Sibéria, onde foram encontrados fósseis em excelente estado de conservação enterrados no gelo. Os mastodontes também podiam ser encontrados nessas regiões, mas se espalharam mais pelo planeta, com algumas espécies ocupando vastas áreas da América do Sul

MORDIDAS DISTINTAS

Os dois possuíam pêlos e tinham, em média, 4 metros de altura. A principal diferença anatômica estava na dentição. Os dentes dos mamutes tinham base mais comprida e superfície plana, ideal para se alimentar em pastagens. Já os dos mastodontes tinham base mais baixa e superfície irregular, ideal para arrancar galhos e arbustos

CONFLITO DE GERAÇÕES

Os mastodontes viveram mais tempo na Terra que os mamutes. Enquanto estes últimos só existiram no período Pleistoceno, entre 1,6 milhão de anos e 10 mil anos atrás, os mastodontes surgiram ainda no período Mioceno, entre 23,7 milhões de anos e 5,3 milhões de anos atrás. Ambos foram extintos na mesma época, no final do Pleistoceno