Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Acordados, somos um mapa inteiro; apagados, uma linha reta

Por Ana Luísa Fernandes
Atualizado em 11 mar 2024, 11h08 - Publicado em 13 jul 2016, 19h02

Conseguimos encontrar a consciência. Suas marcas são bem claras no nosso cérebro. E ele assim, esperto, é bem diferente do cérebro inconsciente, sedado. Para enxergar o comportamento de uma atividade cerebral consciente, cientistas anestesiaram voluntários. Enquanto estavam acordados, o cérebro ficava ativo, cheio de conexões e fluxos de ideias. Com a sedação, as redes não eram tão variadas, e o cérebro parecia executar padrões sempre repetitivos.

LEIA: Seus lugares favoritos são guardados em um lugar especial do cérebro

A consciência tem toda essa atividade, mas não é como se todos os neurônios estivessem ligadões o tempo todo. Existe um nível ideal de conectividade entre eles, uma composição ótima explorada pelo cérebro que garante que as mensagens sejam repassadas com complexidade e sentido, mas sem confusão – e é aí que mora a consciência.

Pense na cidade: para ir de um ponto a outro, é possível ir linearmente, mas, assim, não se apreende o espaço em volta, a cidade como um todo não faz sentido – é como a inconsciência. Mas, explorando os caminhos e as possibilidades entre os dois pontos, aí sim, domina-se o espaço. E é essa capacidade de circular pelas mais variadas rotas que compõe a consciência.

Continua após a publicidade

LEIA TAMBÉM:
 Meditação melhora a relação entre consciente e subconsciente no seu cérebro
Passarinhos também mudam de voz quando “conversam” com seus filhotes

Fonte: Large-scale signatures of unconsciousness areconsistent with a departure from critical dynamics, Enzo Tagliazucchi et al.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.