GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cafeinômetro

Você pode encontrar sua dose de cafeína em chás, refrigerantes, energéticos, doces, remédios, e até no café descafeinado. Conheça a concentração do estimulante em fontes e doses diferentes - e atenção para não passar do limite diário de 250 miligramas.

Zerados e quase
Refrigerantes com sabor de laranja e limão não contêm cafeína. O de guaraná tem, mas bem menos do que se imagina: 2 mg por lata.

Descafeinado, só que não
“Descafeinado” não é sinônimo de “sem cafeína”. Uma xícara de expresso desse tipo, por exemplo, ainda tem 7 mg.

Chás e mates
A tradicional bebida inglesa tem o dobro de cafeína da tradicional bebida gaúcha: são 40 mg em uma xícara de chá forte e 20 mg em uma cuia de chimarrão – nível que cai a cada dose com a mesma erva.

Mais em menos
Em 30 ml de café expresso bem tirado, há 60 mg de cafeína. A concentração é de 2 miligramas por mililitro, cinco vezes mais do que aquele energético que te dá asas. E também dá para misturar com uísque e vodca.

Em pílulas
Alguns remédios têm cafeína na sua composição. Um comprimido de analgésico pode ter 65 mg, cinco a mais que uma xícara de expresso.

O limite diário
Acima de 250 mg por dia (quatro expressos ou 2,5 energéticos), a cafeína já começa a fazer mais mal do que bem. Fique atento para não romper essa barreira, ou você periga até sofrer uma crise de abstinência – o principal sintoma são dores de cabeça.

 

Confira quanta cafeína há em cada coisa que você consome: