Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Covid-19: site mostra quantas pessoas no mundo já foram vacinadas

Até agora, mais de 12 milhões de vacinas já foram administradas. A estimativa vem do Our World in Data, plataforma mantida pela Universidade de Oxford.

Por Rafael Battaglia 4 jan 2021, 16h12

Enquanto as campanhas de vacinação contra a Covid-19 não começam no Brasil, países como China, EUA, Reino Unido e Argentina já começaram a se imunizar – Israel, por exemplo, vacinou 10% de sua população nas últimas duas semanas.

Agora, é possível estimar quantas pessoas no mundo já foram vacinadas. O site Our World in Data (“nosso mundo em dados”, em inglês), da Universidade de Oxford, compilou as informações de todos os países que já começaram suas campanhas.

Criado em 2011, o projeto visa facilitar o acesso a dados e estudos que, por sua vez, podem ajudar a resolver os problemas do mundo – tudo de forma gratuita. Desde o início da pandemia, o site mantém um monitor atualizado com informações globais sobre a evolução da doença.

Para acompanhar os números da vacinação, o Our World in Data se baseia nas informações divulgadas por governos e órgãos de saúde de cada país – por ora, ainda não há um banco de dados oficial que contabilize as imunizações.

Sendo assim, estima-se que, até esta segunda (4/1), 12,6 milhões de pessoas já tenham sido vacinadas contra a Covid-19. Em números absolutos, China e EUA lideram, com 4,5 milhões e 4,2 milhões de habitantes imunizados, respectivamente. Já em números relativos, Israel está em larga vantagem. Por lá, a taxa é de 14 mil vacinas para cada um milhão de habitantes. Na sequência, estão Dinamarca (1.007), Bahrein (594), Alemanha (413) e Itália (351).

O levantamento do Our World in Data não leva em consideração as aplicações feitas durante testes clínicos, como os que foram feitos com a Coronavac e a vacina de Oxford no Brasil. Os imunizantes que necessitam de duas doses são contabilizados apenas uma vez.

Interativo, o site permite visualizar os dados de diferentes formas, como mapas, gráficos e tabelas. Também é possível filtrar os resultados por localidade (países e continentes) e intervalo de tempo. Ele mostra quais vacinas estão sendo administradas, bem como a política de imunização de cada local. O lado negativo é que a plataforma é toda em inglês – mas nada que o Google Tradutor não resolva.

Continua após a publicidade

O mapa abaixo mostra o total de doses de vacinas administradas desde 14 de dezembro de 2020. Os países em cinza não possuem dados disponíveis:

Todos os dados do Our World in Data são disponibilizados para download, para que possam ser usados por jornalistas e outros cientistas. Além disso, o código do site é aberto, o que ajuda no desenvolvimento de novos projetos.

Um exemplo desse tipo de implementação é o jacare-tracker.org, um site que, em português, mostra o número absoluto de vacinas já administradas pelo mundo. Ele utiliza os dados em do Our World in Data. Já o título do site ironiza uma frase do presidente Jair Bolsonaro, que disse, em dezembro, temer os efeitos colaterais dos imunizantes: “E outra coisa que tem de ficar bem claro… Lá no contrato da Pfizer, está bem claro nós (a Pfizer) não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral. Se você virar um jacaré, é problema de você.” Seguindo na brincadeira, o site mostra também o número de pessoas que se transformaram no animal – o contador ainda está zerado, vale dizer.

Outro contador zerado é o do número de vacinados no Brasil. Em São Paulo, o governo do estado afirmou estar preparado para começar a vacinação em 25 de janeiro. O Instituto Butantã e a farmacêutica Sinovac devem divulgar os dados de eficácia da vacina Coronavac nos próximos dias, para que então ela seja aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Outra vacina que entrará com o pedido de aprovação emergencial é a desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Em âmbito nacional, o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, ainda não divulgou as datas oficiais do plano de imunização. A expectativa é que isso aconteça nos próximos dias.

Para acessar o monitoramento das vacinas pelo Our World in Data, é só clicar aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade