Clique e assine a partir de 8,90/mês

Frutas e legumes feios podem ser mais nutritivos

O que você perde com a ditadura da beleza dos alimentos.

Por Pâmela Carbonari - Atualizado em 31 out 2016, 19h06 - Publicado em 25 Maio 2016, 22h45

Beleza põe a mesa, sim. Na hora de fazer a feira, a maioria das pessoas recorre à máxima (ultrapassada) de que beleza é fundamental. Cores brilhantes, formas perfeitas – a ditadura da beleza na feira. E nessa de escolher as batatas mais lisinhas e as cenouras mais alaranjadas, muitas frutas e vegetais são ignorados nas bancas.

O desperdício é tanto que quase 40% dos alimentos cultivados nos Estados Unidos são descartados por terem manchas, pintas e outras pequenas deformações. Um tanto humano, não é mesmo? De acordo com a NRDC (sigla em inglês para Conselho de Defesa dos Recursos Naturais) essa quantia equivale a 9 kg de comida por pessoa a cada mês.

Além de ser não ser uma escolha sustentável, ignorar os alimentos feinhos não é uma sábia decisão para sua saúde. Isso porque as frutas e legumes “fora dos padrões” são mais nutritivos.

Para conseguir a aparência de maçã envenenada, vermelha e brilhante, a fórmula é simples: veneno. Alimentos orgânicos tendem a ter um aspecto menos perfeito, porque, sem agrotóxicos, estão menos protegidos contra pragas e fungos.

Continua após a publicidade

LEIA: Comida orgânica pode alterar o DNA

Em 2014, a Universidade de Cambridge compilou 343 estudos que provaram que alimentos orgânicos tinham entre 20 e 40% mais antioxidantes que aqueles produzidos com pesticidas. Esses antioxidantes contêm componentes como flavonoides, ácido fenólicos, carotenoides e antocianinas – todos produzidos pelas plantas quando elas estão “estressadas”. Ou seja, a maioria das pintas e cicatrizes na casca das frutas e vegetais é a marca delas tentando se defender das pestes e outras interferências externas.

LEIA: Alimentos orgânicos são mais saudáveis

Um estudo austríaco chegou à mesma conclusão. Os cientistas analisaram maçãs de plantações orgânicas e convencionais e perceberam que as que foram cultivadas sem agrotóxicos apresentavam níveis mais altos de antioxidantes. O consumo regular dessas substâncias é importante porque elas ajudam a prevenir doenças e disfunções do metabolismo. Dietas conhecidas por aumentar a longevidade, como a Mediterrânea por exemplo, são ricas nesses componentes.

Continua após a publicidade

Na próxima ida à feira, lembre-se que as marcas, pintas e curvas inusitadas são a prova de sobrevivência dos vegetais e uma dose extra de saúde pra você.

LEIA: Qual é a dos orgânicos?

Publicidade