GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Os limites do corpo

É esse o assunto do livro "A Vida no Limite - A Ciência da Sobrevivência'

Você acha que ficar no limite é passar dois meses acampando no meio do mato e recebendo missões estapafúrdias de Zeca Camargo? Então não viu nada ainda. Duro mesmo é ficar numa câmara apertada e quase sem ar, enquanto a pressão é lentamente aumentada, até sofrer convulsões. Tudo com a consciência do risco de sofrer danos cerebrais permanentes. Experiências como essa, realizadas ao longo dos últimos séculos, serviram para que os cientistas determinassem com precisão quais são os limites do homem. É esse o assunto do livro A Vida no Limite – A Ciência da Sobrevivência, lançado pela editora Jorge Zahar. Veja abaixo alguns dos nossos limites físicos.

Foi longe demais

Estes são os limites humanos

 ALTURAS

  • Altitude: 6 800 m

O que acontece: Altitude máxima com comunidades permanentes estabelecidas

  • Altitude: 7 900 m

O que acontece: A chamada “zona da morte”. Quem passa dessa altura tem boas chances de sofrer do misterioso mal das montanhas, que causa euforia, tonturas e pode matar rápido

  • Altitude: 10 400 m

O que acontece: Se você estiver num avião sem compressão, a pressão do ar é baixa demais. Mas os pulmões ainda conseguem manter a concentração normal de oxigênio. Subindo um metro a mais, começa a faltar ar

  • Altitude: 13 700 m

O que acontece: O oxigênio torna-se insuficiente e o sujeito perde a consciência

  • Altitude: 19 200 m

O que acontece: A pressão externa se iguala à pressão do vapor d’água de dentro dos pulmões. Resultado: o vapor toma todo o pulmão, que se enche de água, sem deixar espaço para o oxigênio

TEMPERATURAS

  • Frio: -12ºC

O que acontece: Com essa temperatura externa, perdemos parte da habilidade manual. A 8ºC, some a sensibilidade do toque

  • Frio: -5ºC

O que acontece: Um homem nu mergulhado na água a essa temperatura morre em meia hora

  • Frio: -4ºC

O que acontece: O coração pode ser parado com segurança a essa temperatura e depois reanimado. Essa técnica é usada em cirurgias cardíacas

  • Frio: -25ºC

O que acontece: No ar parado, uma pessoa bem agasalhada sobrevive tranqüilamente. Com uma brisa de 16 km/h, a pele congela em 2 minutos. Com um vento de 44 km/h, a carne congela em 30 segundos

  • Frio: -89ºC

O que acontece: A temperatura mais baixa já registrada na Terra, na base russa de Vostok, Antártida. Um homem, mesmo agasalhado, congela em segundos

  • Calor: 37ºC

O que acontece: Temperatura interna média do corpo humano. A 41oC algumas de nossas células são irreversivelmente danificadas

  • Calor: 43ºC

O que acontece: Se nossa temperatura interna subir a esse nível, babau. Morremos

  • Calor: 58ºC

O que acontece: Mais alta temperatura já registrada na Terra, em El Azizia, Líbia. Uma temperatura definitivamente desconfortável, mas insuficiente para causar danos permanentes

  • Calor: 127ºC

O que acontece: Um ser humano sobrevive por 20 minutos se o ar estiver seco, porque nesse caso o suor evapora resfriando a pele. O calor úmido é bem mais letal porque o suor escorre sem evaporar

  • Calor: 800ºC

O que acontece: É possível caminhar sobre brasas a essa temperatura por dezenas de metros, porque a madeira conduz mal o calor e ele demora a chegar ao seu pé