Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Remédio por ondas de rádio

Aparelho inventado nos Estados Unidos vai facilitar a vida das vítimas de câncer em estado avançado, pois o aparelho injeta a droga no lugar correto.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h38 - Publicado em 30 nov 1991, 22h00

Vítimas de câncer em estágio avançado precisam de altas e constantes doses de morfina para suportar a dor da doença, e sofrem desagradáveis efeitos colaterais como náuseas e letargia. Com o Sistema de Infusão Synchromed, lançado pela empresa americana Medtronic, a droga não é administrada ao paciente por via oral, mas injetada diretamente no local em que deve atuar – na bainha da medula, onde bloqueia a transmissão dos impulsos nervosos de dor. 

A excelente vantagem do Sistema é que a bombinha da droga, implantada no peito ou no abdômen do paciente, é controlada por computador. O médico programa (e reprograma) a dose de medicamento e o tempo de injeção, o computador evita essa informação à bomba por ondas de rádio e a bomba libera a morfina através de um pequeno cateter. O estoque de morfina dura de três a seis semanas, dependendo das doses administradas, e é reposto com injeções intradérmicas.

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade