Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Este “cachorrinho” perdido é, na verdade, uma espécie em extinção

O filhote foi encontrado no quintal de uma família na Austrália - e agora os pesquisadores descobriram se tratar de um dingo

Por Maria Clara Rossini - Atualizado em 6 nov 2019, 18h03 - Publicado em 6 nov 2019, 18h00

Os amantes de animais já estão acostumados a encontrar cães abandonados na rua e levá-los para casa ou abrigos. Mas imagine descobrir que aquele animalzinho, na verdade, não é um cachorro. Foi o que aconteceu na na cidade de Wandiligong, na Austrália. Um teste de DNA revelou que esse animal aí da foto é um dingo.

View this post on Instagram

This was when I met @dingo_leigh at @dingodiscovery. You gotta admit I’m pretty cute. #dingo #dingoesofinstagram #canisdingo #savethedingo #alpinedingo #conservation #rewilding #coexistence #creatingawareness #savingspecies #protectingnature #threatenedspecies #wildlifeconservation #australiannative #australianwildlife #natureinspires #naturelovers #melbswest #dyobmelbourne #melbournenotes #visitmelbourne #meltoncitymuchmore #wandervictoria #animalencounter

A post shared by Wandi Dingo (@wandi_dingo) on

Continua após a publicidade

O filhote foi encontrado em agosto por moradores da região. A família ouviu um choro perto de casa e achou que se tratava de um cachorro. No dia seguinte, o animal foi levado ao hospital veterinário, onde foi feito o teste de DNA. O resultado mostrou que o filhote é 100% dingo australiano.

Não haviam sinais de outros dingos adultos ou filhotes na região. O animal encontrado tinha marcas de garras e arranhões nas costas, o que faz os pesquisadores considerarem que ele tenha sido capturado por uma águia e caído perto da cidade.

Os dingos são parentes dos cachorros domésticos e lobos. Todos fazem parte do gênero Canis, mas o dingo é bem diferente do cãozinho que você tem em casa. Ele é selvagem, e considerado o principal predador terrestre da Austrália. Sua alimentação é composta de coelhos, cangurus, gado, ratos e outros animais pequenos.

Continua após a publicidade

A espécie está ameaçada de extinção, pois os criadores de gado consideram os dingos uma praga. Esses bichos estão constantemente ameaçados pela caça e até o governo já promoveu programas de erradicação dos animais.

O filhote foi batizado de Wandi e até ganhou um perfil no Instagram. Ele está morando na Fundação Australiana de Dingos, que atua na proteção da espécie. A carinha fofa e a popularidade nas redes sociais são usadas para conscientizar sobre a importância de preservação dos dingos.

View this post on Instagram

Pretty happy with the media I’ve received today! Reaching worldwide audiences who are learning more about the importance of dingoes! It’s great to meet you all! I’m from Australia and I’d love to know where are you from? #dingo #dingoesofinstagram #canisdingo #savethedingo #alpinedingo #conservation #rewilding #coexistence #creatingawareness #savingspecies #protectingnature #threatenedspecies #wildlifeconservation #australiannative #australianwildlife #natureinspires #naturelovers #melbswest #dyobmelbourne #melbournenotes #visitmelbourne #meltoncitymuchmore #wandervictoria #animalencounter

Continua após a publicidade

A post shared by Wandi Dingo (@wandi_dingo) on

Wandi foi uma descoberta particularmente rara. Quando os resultados dos testes de DNA chegaram, os pesquisadores ficaram chocados. A maioria dos animais encontrados são híbridos com cães domésticos, mas Wandi é o mais puro dingo.

Por enquanto, a única preocupação de Wandi é brincar com os outros filhotes do centro de conservação, mas em breve ele poderá entrar para o programa de procriação da espécie. A Fundação possui cerca de 40 dingos no programa, que pretende manter a linhagem viva para que os animais voltem a viver na natureza.

Publicidade