Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Gráfico: a evolução dos recordes de quatro modalidades olímpicas

Dos primeiros Jogos modernos, em 1896, até Usain Bolt, em 2012, o recorde nos 100 metros rasos diminuiu 19,75%. No feminino, a marca não é batida desde 1988. Confira esses e outros números.

Por Rafael Battaglia Atualizado em 23 jul 2021, 14h49 - Publicado em 23 jul 2021, 14h45

Os Jogos de Tóquio começaram nesta semana e se estenderão até o dia 8 de agosto – depois, é a vez dos Jogos Paralímpicos, que acontecem entre 24 de agosto e 5 de setembro.

Neste ano, devido à pandemia, é provável que o desempenho dos atletas seja atípico, com menos recordes quebrados – e mais surpresas no pódio. As performances, segundo especialistas, dependerão de como os países lidaram com a Covid-19 e de como os treinos foram afetados.

Nos gráficos abaixo, reunimos a evolução dos recordes olímpicos de quatro modalidades clássicas: no atletismo, 100 metros, salto em distância e salto em altura; na natação, 100 metros livre.

Para cada um, há uma comparação entre a primeira vez em que o esporte apareceu nas Olimpíadas modernas (a partir de 1896) e os atuais detentores dos recordes. Para cada atleta, a idade mostrada é a que ele possuía no momento em que a marca foi quebrada. Confira:

  • Infográfico com 4 recordes olímpicos (2 masculinos e 2 femininos) em 100 metros no atletismo.
    Juliana Krauss e Rafael Battaglia/Superinteressante
    Infográfico com 4 recordes olímpicos (2 masculinos e 2 femininos) em salto em altura no atletismo.
    Juliana Krauss e Rafael Battaglia/Superinteressante

    Infográfico com 4 recordes olímpicos (2 masculinos e 2 femininos) em 100 metros na natação.

    Infográfico com 4 recordes olímpicos (2 masculinos e 2 femininos) em salto em distância no atletismo.
    Juliana Krauss e Rafael Battaglia/Superinteressante

    Fonte: Olympic Games / Associação Internacional de Federações de Atletismo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade