Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Blue Origin pretende construir nova estação espacial

A empresa de Jeff Bezos, em parceria com outras instituições privadas, tem planos de colocar o módulo em órbita até 2030. A estação poderá substituir a ISS.

Por Carolina Fioratti
26 out 2021, 15h58

Nesta segunda-feira (25), a Blue Origin, empresa de Jeff Bezos, anunciou seus planos de construir uma nova estação espacial: a Orbital Reef. Outras instituições privadas, como a Sierra Space e a Boeing, também estão envolvidas no projeto, que deve ser entregue até 2030. O fim da década marcará também a possível aposentadoria da Estação Espacial Internacional (ISS), que no auge de seus vinte e poucos anos já vem apresentando problemas técnicos. 

É possível que a Nasa entre com dinheiro em algum momento, mas os empresários envolvidos não querem se prender à possibilidade. Por enquanto, todo o financiamento virá da iniciativa privada, com cada uma das empresas sendo responsável por um segmento: a Blue Origin, por exemplo, fornecerá seu foguete New Glenn para levar os primeiros equipamentos da estação ao espaço. Enquanto isso, a Sierra Space cuidará das habitações e também do transporte de astronautas. A última função também deve ser executada pela Boeing. 

Também estão envolvidas as empresas Redwire Space, Genesis Engineering Solutions e a Universidade Estadual do Arizona. Enquanto as duas primeiras cuidam do envio de material e excursões turísticas, a instituição de ensino estará envolvida na parte de consultoria de pesquisa. 

Há um interesse econômico por trás: as empresas pretendem lucrar, principalmente, com o turismo espacial. Elas também poderiam alugar sua estação para governos e instituições interessados em fazer pesquisas científicas no espaço. A ISS tem capacidade para abrigar até 7 astronautas por vez (considerando quartos individuais), embora já tenha recebido até 13 pessoas em uma mesma época. A Orbital Reef poderá alojar confortavelmente até dez astronautas.

Continua após a publicidade
Imagem interna da estação Orbital Reef
(Blue Origin/Divulgação)

A ideia de construir uma nova estação espacial não é inédita. Na última quinta-feira (21), as empresas Nanoracks, Voyager Space e Lockheed Martin também anunciaram planos de lançar um laboratório orbital privado denominado Starlab. Além delas, há ainda a Estação Espacial Tiangong, da China, que teve seu primeiro módulo lançado em abril deste ano e deve ser finalizada até 2022. 

Jeff Bezos disse que irá gastar US$ 1 bilhão por ano de sua fortuna na Blue Origin. Até o momento, a empresa lançou clientes em voos turísticos curtos, mas ainda não concretizou seu principal plano: fechar contratos com a Nasa para construir um módulo lunar.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.