GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como funciona a bola inteligente?

O segredo da bola que avisa o juiz quando entra no gol é um mini- transmissor instalado num chip

Diogo Ruic

1. Chip campeão

O segredo da bola que avisa o juiz quando entra no gol é um mini- transmissor instalado num chip. Ele manda 2 mil sinais por segundo para avisar onde a pelota está a cada instante. Vão 10 transmissores lá dentro, para garantir caso algum quebre.

2. Olho no lance

Quem recebe os sinais da bola são 12 antenas (em vermelho) em volta do estádio. Elas ficam em várias posições para captar a localização da redonda em todos os cantos do gramado com a mesma precisão – dá até para saber a velocidade dela ao vivo.

3. Na telinha

Dez sensores (em amarelo) mapeiam o campo. Eles mostram para o computador onde estão o gol e as laterais. Aí um software cruza esses dados com as informações que as antenas passam para eles sobre a localização da bola. Pegou?

4. Tá na rede

Quando a gorduchinha sai de campo ou entra no gol o computador “telefona” para o juiz. E ele vê a notícia escrita no visor de seu relógio. O processo demora milésimos de segundo, contra alguns minutos dos tira-teimas convencionais.

Antibanheira

Também dá para usar o sistema para ver se um jogador está impedido. É só colocar esses chips transmissores nas caneleiras dos caras.

PREÇOS E MEDIDAS

Valor da bola – R$ 4 mil

Custo do projeto – R$ 30 milhões

Peso do chip – 12 gramas

Tamanho – 2 cm x 2 cm

Espessura – 5 mm

Cartão vermelho

O chip (em tamanho natural aqui ao lado), acabou barrado da Copa. A Fifa até experimentou a novidade no sub-17 de 2005, no Peru. Gostou até. Mas não quis abrir mão do conservadorismo: disse que o chip tem de passar por mais testes antes de qualquer coisa.