Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

O chip com 2,6 trilhões de circuitos

O Cerebras é 50 vezes maior do que qualquer outro processador – e promete um salto inédito de performance. Veja por quê.

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 7 dez 2021, 13h10 - Publicado em 18 nov 2021, 14h33

O processador M1 Max, recentemente apresentado pela Apple, espantou pelo tamanho: tem 57 bilhões de transistores, ou seja, é dez vezes maior do que uma CPU comum (porque também tem uma GPU, “placa de vídeo”, dentro).

Mas o chip WSE2 (Wafer-Scale Engine 2), da empresa americana Cerebras, é ainda mais gigantesco: tem 2,6 trilhões de circuitos, distribuídos por 850 mil núcleos de processamento. Compare isso com as CPUs comuns, de 4, 8 ou 16 núcleos.

Os núcleos do chip Cerebras são mais simples, porque foram projetados para rodar um tipo específico de tarefa: simulações de machine learning (tipo de inteligência artificial em que a máquina aprende alguma coisa sozinha, por tentativa e erro).

Continua após a publicidade

Os chips de computador são feitos em placas de silício chamadas de wafers. É normal que os wafers apresentem pequenos defeitos – os pedaços com problema simplesmente são cortados e jogados fora. A novidade é que a Cerebras descobriu um jeito de fazer um wafer inteirinho sem nenhum defeito; e é por isso que o processador dela pode ser tão grande.

O WSE2 é vendido dentro de um supercomputador, também fabricado pela Cerebras, que pode substituir dezenas ou centenas de servidores convencionais. A vantagem é que, como as informações ficam todas dentro de um só chip, ele é muito mais rápido: seus núcleos de processamento são capazes de compartilhar entre si até 220 petabits de dados por segundo, 10 mil vezes mais do que em um computador comum.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.