Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Publicidade

Tudo sobre Tragédia do Rio Doce

Felipe Floresti
Sociedade

Barragens de mineração são uma bomba-relógio; e o problema não é só de Mariana

Por Camila Almeida Atualizado em 4 nov 2016, 19h09 - Publicado em 28 jan 2016, 15h30
No Brasil, há 23 barragens de mineração com alto risco de se romper. E, entre elas, nem está a barragem do Fundão, que, mais uma vez, teve vazamento de material
No vídeo, entenda quanto tempo o rio vai levar para se recuperar.
O rompimento da Barragem do Fundão
01m40s
play_circle_outline
História

O rompimento da Barragem do Fundão

Por Da Redação Atualizado em 19 out 2016, 23h59 - Publicado em 8 dez 2015, 18h15
Entenda o prejuízo ambiental causado pelo rompimento da Barragem do Fundão.
Para ler mais notícias sobre a tragédia do Rio Doce, acesse.
Keila é uma das 600 pessoas do povoado de Bento Rodrigues que perdeu tudo.
O biólogo da Estação Biologia Marinha Ruschi, André Ruschi, explica como o rompimento de barragens na cidade de Mariana (MG) pode afetar o mundo.
Felipe Floresti
Ciência

Bento Rodrigues tem cor de tragédia e cheiro de morte

Por Felipe Floresti Atualizado em 31 out 2016, 19h03 - Publicado em 27 nov 2015, 17h00
Direto de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), nossa equipe de reportagem envia um relato. Saiba como ficou o extinto distrito após o rompimento da barragem da Samarco
Reprodução Projeto Tamar
Ciência

Lama tóxica atinge ponto de desova de tartarugas gigantes

Por Ana Luísa Fernandes Atualizado em 4 nov 2016, 19h03 - Publicado em 27 nov 2015, 15h00
Os rejeitos de minério do desastre ambiental em Mariana chegaram à reserva de Comboios, no Espírito Santo, único ponto fixo de desova dos animais no Brasil
Reprodução Google
História

Conheça mais sobre Bento Rodrigues, o lugar que pode deixar de existir

Por Ana Luísa Fernandes Atualizado em 4 nov 2016, 19h02 - Publicado em 12 nov 2015, 17h15
O distrito de Mariana foi um dos principais atingidos pela catástrofe causada pelo rompimento das barragens do Fundão e de Santarém. Os danos foram tão severos que, provavelmente, ninguém vai conseguir voltar para lá
Publicidade