Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Dá para ficar cansado de tanto pensar?

Claro: todo órgão queima calorias. Até o cérebro.

Por Bruno Vaiano 12 ago 2019, 12h12

O cérebro corresponde a 2% do peso do corpo, mas gasta 20% das calorias. Quanto mais seus neurônios disparam sinais uns aos outros, mais açúcar eles queimam. Não é o suficiente para emagrecer lendo Platão, é claro (até porque tarefas como erguer o braço ou respirar também são complexas e rodam o dia todo em segundo plano, fora do alcance da consciência e sem contribuir com a dieta). Mas o órgão ainda é um PC poderoso, que consome um quinhão fixo do que você come diariamente.

Um estudo publicado no periódico Human Factors: The Journal of the Human Factors and Ergonomics Society confirmou que voluntários que faziam exercícios enquanto pensavam na solução de problemas acabavam mais cansados que os que iam para a academia de cabeça vazia. A carência de glicose (açúcar) leva ao acúmulo de uma substância chamada adenosina, que bloqueia a liberação de outros neurotransmissores e aumenta a percepção do esforço mental.

  • Quando começar a cansar, troque de atividade. Esportes é uma boa alternativa. Outra é não fazer nada, só descansar. “O tempo ocioso é extremamente importante para o cérebro revisar as experiências vividas e transformá-las em memórias”, diz Jociane Myskiw, pesquisadora do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer).

    Publicidade