Clique e assine a partir de 8,90/mês
Oráculo Por Blog Pode perguntar que a redação da SUPER responde: oraculo@abril.com.br

O que é aquele pulinho que a gente dá quando começa a dormir?

Por SUPER - Atualizado em 24 ago 2020, 13h56 - Publicado em 18 jul 2019, 17h49

Essas contrações musculares bruscas e involuntárias são chamadas pelos médicos de mioclonias, atingem cerca de 70% das pessoas e costumam ocorrer no início da noite, antes das fases mais profundas do sono.

Nessa transição entre a vigília e os braços de Morfeu, o cérebro dá comandos aleatórios, que seriam inibidos quando estamos plenamente despertos. Estresse, ansiedade, abuso de cafeína e privação de sono aumentam a frequência dos trancos.

Frederick Coolidge, psicólogo da Universidade do Colorado, propôs que as mioclonias são uma herança darwiniana dos macacos que viviam em árvores: quando o animal relaxava demais durante o sono, ele corria o risco de escorregar do galho e cair no chão.

Dessa forma, o espasmo involuntário seria um susto “do bem”, planejado para despertar o indivíduo a tempo de evitar sua queda. Essa hipótese pode explicar por que as mioclonias podem vir acompanhadas da sensação de queda livre.

Fonte: Dr. Luciano Ribeiro, médico neurologista da Associação Brasileira do Sono. Dra. Maria Claudia Oliveira, especialista em medicina do sono

Continua após a publicidade
Publicidade