Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Por que temos a ilusão de ouvir vozes chamando quando a música está alta?

Seu cérebro é ávido por padrões e coisas familiares – e gosta de encontrá-los até onde eles não existem.

Por Bruno Vaiano 16 abr 2021, 09h51

Um meme de YouTube que explodiu em 2015 ajuda a entender por que seu cérebro inventa sons onde eles não existem.

Na época, músicos pegavam canções pop e convertiam os arquivos MP3 para um formato chamado MIDI. O MIDI é tipo o arquivo Word (.docx) das partituras. Você toca uma nota Ré no teclado e o Ré aparece na partitura lá na tela do PC. Agora, você pode dar play na partitura e ouvir o Ré com sons sintetizados.

O problema de converter um MP3 para MIDI em vez de você mesmo “digitar” a partitura é o mesmo de pedir para um computador transcrever uma pessoa falando: ele não tem a capacidade interpretativa do nosso cérebro, e só transforma cegamente cada frequência detectada em uma nota.

O resultado é uma maçaroca que lembra vagamente a música original. A graça do meme é que o seu cérebro, conhecendo a música e vendo cenas do clipe, reconhece essas frequências e gera a ilusão de que você está ouvindo os vocais originais no MIDI, onde eles não existem mais.

Faça o teste (você foi alertado: a cacofonia é grande, então vá com calma no volume).

Algo parecido acontece quando as frequências de alguma música nos seus fones, por acidente, lembram as da sua mãe gritando “tá na mesa!”: seu cérebro, ávido por padrões, preenche as lacunas e gera o chamado fantasma. A audição não é só um processo mecânico: envolve um bom grau de interpretação e predição por parte do sistema nervoso.

Pergunta de @vini.pellin, via Instagram.

Fonte: Guilherme Delmolin, pesquisador, membro do Grupo de Estudos em Neurociência da Linguagem e Cognição (GELC) e do projeto Neurociência e Música na UFABC.

Continua após a publicidade
Publicidade