Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Quem inventou o Dia Internacional da Mulher?

A data foi celebrada pela primeira vez em 19 de março, e nem de perto era tão internacional quanto hoje.

Por Oráculo Atualizado em 6 mar 2020, 19h19 - Publicado em 8 mar 2017, 13h39

#tododiaédia, mas a ideia do Dia Internacional da Mulher foi de uma dupla de líderes socialistas alemãs: Luise Zietz e Clara Zetkin. A inspiração foi o Dia Nacional da Mulher, organizado em 28 de fevereiro de 1909, em Nova York, pelo Partido Socialista dos EUA.

Em agosto de 1910, durante a Conferência Internacional das Mulheres, organizada pela Internacional Socialista em Copenhague, na Dinamarca, Luise e Clara propuseram a criação de uma data, a ser celebrada internacionalmente, para marcar a luta por direitos das mulheres. A aprovação foi unânime entre 100 mulheres de 17 países, mas ninguém estabeleceu uma data de cara.

No ano seguinte, 1911, Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça comemoraram o primeiro Dia Internacional da Mulher em 19 de Março. Mais de um milhão de homens e mulheres participaram de passeatas reinvindicando a participação das mulheres como votantes e elegíveis para cargos públicos. Além disso, clamavam pelo direito da mulher de trabalhar e de não ser discriminada nesta condição.

Em 1913, a ocasião serviu também para protestar contra o clima de conflitos que prenunciava a 1ª Guerra Mundial. Neste ano, a Rússia instituiu o último domingo de fevereiro como data oficial. Guarde este detalhe: à época, o calendário adotado pelos russos era o juliano.

Pôster alemão para o Dia Internacional da Mulher, em 8 de março de 1914. Karl Maria Stadler

Em 1917, os russos voltaram a aproveitar a data para repudiar a guerra. Um grande levante, batizado de “Pão e Paz” foi organizado na então capital Petrogrado (atual São Petersburgo). O episódio iniciou o que hoje é conhecido como a Revolução de Fevereiro. Quatro dias depois, o exército se juntou às revolucionárias e depôs o czar Nicolau II, marcando o fim da dinastia Romanov e do próprio Império Russo.

Assim, após derrubar um império, a data pegou. Só que o 23 de fevereiro juliano caiu, em 1917, em 8 de março no calendário gregoriano (que a maioria dos países ocidentais usa até hoje, incluindo a Rússia, desde 1918).

E foi assim que uma data randômica, que simboliza o princípio do fim de um dos maiores império que o planeta já viu, foi adotada mundialmente como dia para homenagear as mulheres

Continua após a publicidade
Publicidade