GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

“Meu namorado não arranja tempo para mim. Devo terminar?”

Se você conseguir um horário na agenda concorrida do seu companheiro, aproveite para já buscar as suas coisas.

Namoro, ou melhor namorava, há 2 anos e meio. Nesse tempo, confesso que fui um pouco chata e exigente, porém ao longo do meses fui melhorando meu jeito difícil de lidar, inclusive meu ex reconhecia isso e elogiava meu amadurecimento. Mas, de uns 5 a 6 meses pra cá, sinto que ele foi se distanciando… Trabalhamos em turnos diferentes então nos víamos quase sempre no meu horário de jantar (ele mora perto do meu trabalho) e quinzenalmente aos fins de semana (pois ele tem uma filha pequena em outra cidade e quinzenalmente ele vai pra lá ficar com ela, na cidade onde ela e os pais dele moram)… Nesses últimos meses, ele tem criado uma rotina muito atarefada com hobbies: dois a três dias na semana ele prática esportes e outros dois joga RPG, logo, nos restavam somente um dia na semana, o que eu achava muito pouco. Assim, pedi para que tentássemos reorganizar a rotina para podermos jantar ao menos dois dias da semana no meu horário de intervalo. Mas ele disse que não consegue mudar, pois gosta muito de jogar com os amigos e é algo que faz bem a ele. Acabamos terminando por conta disso, mas ele quer sempre manter contato com mensagens e etc… Então agora me bate um sentimento de ambiguidade de achar que estava exigindo demais. Devo entender que pode ser uma fase (apesar de já sermos bem adultos, eu com quase 30 e ele com mais de 35) e que ele precisa de espaço? Ou sigo em frente?
– Horários confusos

– Cara horários confusos
Siga em frente. Não tem por que ficar com alguém que você vê apenas quinzenalmente – e, mais importante do que isso, que não está disposto a acomodar as agendas. Namorar, afinal, é negociar as necessidades, e ele se recusa a fazer isso. Também é estranho o fato de que as condições tenham mudado tanto nos últimos meses. É claro que é importante que cada pessoa tenha seu próprio espaço, e que vocês dois façam coisas sozinhos. E também não seria um problema não vê-lo sempre. O problema é ter que lembrar o seu namorado de que você existe. Pule fora. E corte também as mensagens e conversinhas – no momento, ele está com o melhor das duas situações: tem todo o tempo do mundo para praticar hobbies, e pode falar com você apenas quando convém. Não tem por que se contentar com tão pouco.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s