Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Do que morrem os artistas?

Por Redação Super Atualizado em 21 dez 2016, 10h17 - Publicado em 31 out 2014, 17h48

jack-bruce-1200

Jack Bruce engrossou a pequena lista de monstros sagrados do rock que chegam aos 70 anos. O vocalista e baixista do Cream, banda dos anos 60 que tinha ainda Eric Clapton na guitarra e Ginger Baker na bateria, morreu no último dia 25 de complicações ligadas a uma doença do fígado.

Ele era cinco meses mais novo do que Levon Helm, baterista e vocalista do The Band, banda dos primórdios do rock que influenciou gente como Elvis Costello, Elton John, Led Zeppelin, Beatles, Pink Floyd e o próprio Eric Clapton. Helm morreu em decorrência de um câncer de garganta a pouco mais de um mês de completar 72 anos. Assim como ele, outros 15 nomes lendários do rock morreram de câncer. Mas ninguém viveu tanto (à exceção, é claro, dos que felizmente estão aí vivos, lépidos e fazendo shows – tipo sir Paul McCartney, que inaugurará o estádio do Palmeiras, em São Paulo). Bruce chegou perto, mas Helm ainda é o roqueiro que morreu mais velho dentre os maiores nomes do gênero.

Este mês, a SUPER traz um infográfico que esmiúça as causas de mortes dos 194 músicos mais importantes e populares do Brasil e do mundo, de acordo com listas de revistas especializadas e rankings oficiais de vendas. Descobrimos que a causa mais comum é:
( ) Overdose
( ) Acidentes
(x) Doenças cardiovasculares

Isso aí. Apesar de muitas biografias loucas e suicidas, a maioria dos gênios da música é gente como a gente na hora de morrer. Coração e câncer são as mortes mais comuns. Mas, sim, tem muita morte trágica, violenta, bizarra. De Bach a Amy Winehouse, de Leandro (haters gonna hate) a Cliff Burton, descubra do que, de fato, os maiores nomes da música morrem. Na SUPER de novembro, nas bancas.

Continua após a publicidade
Publicidade