GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

6 tirinhas legais que você pode acompanhar na internet

Colaboração: Ana Prado e Tânia Vinhas

Quem é fã de HQs já sabe: a História e a Tecnologia sempre influenciaram as aventuras dos seus personagens favoritos. A internet também deu sua contribuição: webcomics. Depois de surgirem alguns webcomic artists pioneiros pelo mundo, o artista Fabio Yabu trouxe para o Brasil a primeira webcomic nacional: Combo Rangers.

O país estreou bem. O jornalista e editor de HQs do Judão, Renan Martins Frade, diz que Fabio Yabu foi um dos únicos artistas a compreender o que significa publicar quadrinhos na internet, explorando recursos de interatividade ao alcance do seu mouse. “Combo Rangers tinha a consciência de que as pessoas NÃO querem ver uma emulação da experiência do papel na tela – e nem um desenho animado mal-feito que você precisa ler. Tudo era pensado em favor da experiência”, conta Yabu. A história de Combo Rangers chegou ao final em 2003, embora a versão impressa tenha circulado até 2005.

Nos anos seguintes, pipocaram pela web várias outras obras incríveis, com temas que vão desde a infância de um futuro super-herói até o cotidiano de um peixinho de aquário. Listamos agora algumas boas dicas de webcomics que você pode acompanhar.

6. Questionable Content (em inglês)
Um grupo de amigos de vinte e poucos anos se encontra em um cafeteria para discutir as desventuras da vida e os problemas familiares, enquanto veem surgir ligações românticas entre eles. A sinopse desta webcomic só não é igual a seriados como Friends porque, no mundo de Questionable Content, pessoas convivem com robôs como se fossem animais de estimação.

O artista Jeph Jacques publica de segunda à sexta desde 2003. Leia tudo, desde o início, e confira como a arte e os personagens evoluíram. Também dá para seguir todo o ”elenco” desta sitcom no Twitter.

5. Quadrinhos rasos
Os mineiros Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho fundaram o blog em setembro de 2010 e, a cada post, criam pequenas histórias em quadrinhos inspiradas em músicas. Não importa o seu estilo favorito: tem de Nenhum de Nós a Claudia Leitte. O resultado é incrível.

4. Hacktoon
O Hacktoon é um site que junta tudo o que está na moda atualmente: HQ, programação, arte, cultura digital e humor, é claro. Foi criado pelo desenvolvedor web e ilustrador potiguar Karlisson Bezerra. E o moço produz bastante – são 8 quadrinhos e séries diferentes. O destaque é o Nerdson.

A saga começou em 2006 e conta com uma legião de fãs tão nerds quanto o protagonista. Se você entende de C, C++, Python, Shellscript e PHP, vale muito a pena dar uma olhada. Se não entende bulhufas disto… bem, vale a pena dar uma olhada também!

3. Oswaldo Augusto
Oswaldo Augusto é um peixe de aquário. Mas seus questionamentos e suas longas conversas com uma plantinha de plástico poderiam ser de qualquer um de nós. Se você foi criança nos anos 90, talvez se lembre um pouco do programa Glub Glub quando ler as primeiras tirinhas. O artista responsável é Daniel Pinheiro Lima, que inclui sagas paralelas às histórias normais de Oswaldo, como o Submarino que está na “segunda temporada”.

2. White Ninja (em inglês)
White Ninja é um herói sem noção que sempre fala besteira e acaba estragando ainda mais as coisas quando tenta consertá-las. Sabe aquela pessoa que sempre diz a coisa errada na hora errada? Então. É por isso que a gente adora ele: afinal, quem nunca fez dessas, né?

À primeira vista, o desenho parece feito por uma criança de 10 anos, mas a gente garante que, depois de ler algumas tirinhas, você vai virar fã e os rabiscos acabam virando parte da mágica. Duvida? Pois saiba que os seus criadores, os canadenses Scott Bevan e Kent Earle, já foram abordados na Comic-Con por ninguém menos que Matt Groening, que disse ser fã do ninja branco e pediu a eles um autógrafo. Dá para ler a webcomic aqui (já tem mais de 1200 tirinhas), em inglês.

1. As incríveis aventuras do Pequeno Parker
Vitor Cafaggi, mais um mineiro na lista, mistura referências a filmes dos anos 80, clássicos do rock internacional e alusões à série Peanuts para contar a infância de Peter Parker. Sim, o menino que vai se tornar, no futuro, Homem-Aranha. Cafaggi homenageia o herói da Marvel de uma maneira tão sincera e que é impossível não se identificar – e não se emocionar também. Principalmente se você gostar do herói.

Para quem não tem familiaridade com os detalhes da história do Aranha, o blog explica direitinho de onde veio cada referência. A história já foi concluída e você pode fazer o download das 140 tirinhas, divididas em 3 temporadas. Atualmente, Cafaggi trabalha na história do cãozinho Valente, que também pode ser encontrada no blog.

Update: Terapia

Se você quer acompanhar uma história desde o início, esta dica é perfeita O blogueiro e escritor Rob Gordon, que comanda os blogs Championship Vinyl e o Championship Chronicles, se uniu a Marina Kurcis e ao talentoso quadrinista Mario Cau nesta nova webcomic. O tema? As confissões emocionadas e profundas de um jovem na sala da terapia. A trilha sonora? O bom e velho blues, presente nas playlists do autor.

Veja também as indicações de quem entende do assunto:

Daniel Werneck (@empire_of_dust), professor de artes visuais da Escola de Belas Artes da UFMG e desenhista
What things do
Ryo Tiras
Oglaf (18+)

Fabio Yabu (@fabioyabu), quadrinista e escritor (confira o site do artista)
XKCD
PVPonline
Axecop (“Meu favorito atualmente, escrito por uma criança de 5 anos”, diz Yabu)

Renan Martins Frade (@ren4n), editor de Livros e HQs do Judão
Irmãos Brain
Nightsy
Bob Biker
Angry Bunny
Edibar
O diário de Virgínia

Quer saber mais sobre webcomics e a relação entre a internet e as histórias em quadrinhos? Nesta sexta, dia 19,vai rolar o bate-papo “Valorização dos Quadrinhos” no youPIX. O evento acontece no Porão das Artes, no Ibirapuera, em São Paulo, e vai contar com as presenças de Emílio Baraçal, roteirista e editor-chefe do ZAP! HQ; Renan Martins Frade; Mauricio Muniz, blogueiro do Antigravidade; Vinícius Savron, designer, ilustrador e que publica suas tiras no site Savron no Seu Quadrado; e Luciano Andrade, ilustrador e autor do blog O Trampo Certo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s