Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

A ciência por trás da arte…

A ciência é a fonte de inspiração procurada por muitos artistas consagrados

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 18h46 - Publicado em 31 out 2006, 22h00

Tiago Cordeiro

O pintor e escultor Leonardo da Vinci desenvolveu o esboço de um helicóptero, imaginou o uso de energia solar, criou uma teoria rudimentar de placas tectônicas e promoveu grandes avanços no conhecimento da anatomia. Nos séculos seguintes, arte e ciência em grande parte deixaram de caminhar lado a lado, mas essa situação está mudando. Ao longo dos últimos anos, pesquisadores começaram a observar obras de arte com uma visão científica. Como diz o professor e colunista da Sapiens Luiz Barco, há muita arte e beleza na ciência. Veja como os artistas usam a ciência para desenvolver suas obras.

O som das cores

Muito estudada no final do século 19, a sinestesia foi abandonada nas últimas décadas. Só recentemente a ciência voltou a pesquisar o cérebro das pessoas que ouvem cores ou sentem o gosto de canções. Enquanto os pesquisadores engatinham, os artistas se aproveitam dessa capacidade. É o caso do poeta francês Baudelaire, do compositor húngaro Franz Liszt e do pintor russo Wassily Kandinsky, autor de Composição IX (ao lado).

Expressionismo fractal

Continua após a publicidade

Em 1999, o físico Richard Taylor demonstrou que formas fractais se repetem nas obras do pintor americano Jackson Pollock (ao lado, Shimmering), que respingava a tinta na tela de forma que os pingos escorressem e se entrelaçassem. Foram esses fractais que permitiram que um grupo de matemáticos comprovasse que 6 telas recém-descobertas, supostamente de autoria de Pollock, eram apenas falsificações.

Dinâmica de fluidos

Vincent van Gogh, o pintor atormentado que cortou a própria orelha e se suicidou aos 37 anos, seguia os princípios da dinâmica de fluidos. De acordo com um grupo de pesquisadores, as obras do gênio holandês seguem, com precisão matemática, a escala Kolmogorov, que explica o movimento de fluidos em estado de turbulência. Acima, Noite Estrelada.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.