Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

A descoberta do oxigênio

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h47 - Publicado em 31 jan 1996, 22h00

Faltou ar

O químico Cari Wilheim Scheele (1742-1786), morando no interior da Suécia e trabalhando sozinho no fundo de uma farmácia, descobriu, em poucos anos de vida, dezenas de substancias importantes, como a vitamina C, o ácido lático e a giicerina. Mandava seus trabalhos para a Real Academia de Ciências, em Estocolmo, mas publicou apenas um livro. Nele, fica claro que Scheele havia chegado muito perto de uma outra descoberta fundamental. Em 772 ele desenvolveu um gás que, colocado em um recipiente fechado Junto com uma madeira, tornava possivel quelmá-la. E, quando o gás acabava, o fogo se extinguia. Dois anos depois, trabalhando sem conhecimento das experiências de Scheele, o físico inglês Joseph Priestley identificou o tal gás como sendo nada menos que o oxigênio.

Publicidade