Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

A fórmula definitiva para o sorriso perfeito

De acordo com o estudo, existe uma combinação perfeita entre angulação, tamanho da boca e o tanto que você mostra os dentes.

Por Guilherme Eler
30 jun 2017, 18h55

Você já deve ter ouvido que um sorriso bonito é nosso melhor cartão de visitas. Além de caprichar na higiene bucal para garantir que todos os dentes continuem no lugar, saber sorrir é o próximo passo para causar uma boa impressão. Exatamente. Há a forma exata para cada pessoa demonstrar sua alegria, favorecendo seus pontos positivos e dando uma maquiada nos negativos. A boa notícia é que os cientistas estão ao nosso lado e prepararam, em um estudo desenvolvido na Universidade de Minessota, um verdadeiro manual de etiqueta para os sorrisos – e a fórmula definitiva para o sorriso perfeito.

De forma geral, não abrir muito a boca e sair exibindo cada um de seus 32 dentes já é um bom começo. Mas isso não é necessariamente regra para todos. Quem tem bocas maiores se dá melhor com os dentes à mostra. O mais efetivo de todos mostrava um equilíbrio entre aparição dos dentes, angulação da boca e abertura do sorriso.

Em um experimento, pediram que 802 voluntários (entre 18 e 82 anos) avaliassem 27 tipos de sorriso, em imagens 3D desenhadas especialmente para o estudo. Eles tinham de observar as representações dos rostos com base nos critérios eficácia (de muito ruim a muito boa), autenticidade (falso ou genuíno), agradabilidade (estranho ou agradável) e apelo emocional (se demonstrava felicidade, medo, raiva, surpresa, etc).

Do diagrama de resultados elaborado pelos cientistas dá para tirarmos algumas dicas de ouro. Manter uma angulação média é a melhor forma de não errar, já que sorrisos com uma angulação normal receberam mais notas razoáveis. Despontar em um dos três quesitos e esquecer dos outros, inclusive, não é bom negócio – pode olhar, personagens como o Coringa ou o Máscara não têm lá as caras mais amistosas que você já viu. Sorrisos grandes demais, com a boca angulada demais ou mostrando dentes demais também não são as melhores escolhas.

Continua após a publicidade

Se quiser mostrar ao máximo toda a brancura de seus dentes, é importante que você não deixe o sorriso muito grande dos lados – mas tenha uma angulação alta da boca. Esse inclusive, foi a fórmula de sorriso que fez mais sucesso, recebendo a maior quantidade de boas avaliações. O mais desastroso, por sua vez, era o que unia a tríade de boca muito angulada, sorriso muito largo e dentes muito à mostra. Aliás, ter uma boca muito grande faz com que você precise compensar mostrando mais os dentes – para quem tem boca pequena, vale o contrário.

Não ser totalmente simétrico pode também ser uma boa ideia. Sorrisos em que um lado da boca estava ligeiramente mais inclinado que o outro eram tomados, em geral, como mais genuínos. Mas é bom não abusar disso também. Se a sincronização entre os lados direito e esquerdo passar dos 125 milissegundos, já não compensa tanto. Mantenha sempre na cabeça o mantra “menos é mais”.

Falando agora em números, o ângulo ótimo entre os lábios fica entre 13º e 17º e o tamanho do sorriso é o melhor se medir entre 55% e 62% da distância entre suas duas pupilas. Bom, pelo menos segundo a avaliação das cobaias. Já pegou o esquadro e transferidor? É bom tê-los por perto quando você for posar para a próxima foto.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.