Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Asteroide gigante deve passar pela Terra nesta quinta (28), afirma Nasa

Objeto extraterrestre passa pela órbita da Terra a cada sete anos. Entenda por que ele é considerado "potencialmente perigoso".

Por Luisa Costa 27 abr 2022, 15h57

Na próxima quinta-feira (28), um asteroide “potencialmente perigoso” deve se aproximar da Terra. A Nasa estima que o diâmetro do objeto extraterrestre seja de 350 a 780 metros – maior que a distância entre o topo do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e o nível do mar (738 metros).

O asteroide chamado 418135 vai passar na órbita terrestre a 37,4 mil km/h e a 3,2 milhões de quilômetros de nós – oito vezes a distância entre a Terra e Lua. 

Ele é nosso velho conhecido: passa pelo planeta a cada sete anos e foi descoberto pela primeira vez em 2008. Sua última visita às redondezas da Terra foi em 2015, e a próxima será em maio de 2029. Na trajetória esperada, como das outras vezes, não há risco de impacto com o planeta.

Então, por que o asteroide seria “potencialmente perigoso”? É que ele se encaixa em uma classificação dada pela Nasa aos objetos que se aproximam da Terra em movimento rápido a uma distância de 7,5 milhões de quilômetros.

Continua após a publicidade

Esses viajantes do espaço são conhecidos como Near-Earth Objects (NEOs) – “objetos próximos à Terra”, em tradução livre. Quando são avistados por astrônomos, como os do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (CNEOS) da Nasa, passam a ser monitorados para que se detecte qualquer desvio de trajetória perigoso.

Caso um desses cometas ou asteroides fossem avistados em rota de colisão com a Terra, teríamos que recorrer a métodos de defesa planetária: tentaríamos alterar sua trajetória ou, em última instância, explodir ou fragmentar o objeto.

Essas situações de emergência são estudadas por experimentos como o Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo, lançado em novembro pela Nasa. Na época, a agência espacial enviou uma sonda para colidir com um asteroide, o que deve acontecer ao final deste ano.

E há mais visitantes a caminho. O asteroide 418135 pode não ser o maior NEO que vai passar pelo planeta nas próximas semanas: espera-se que outro, chamado 467460, chegue à órbita da Terra em 9 de maio. Ele tem diâmetro estimado de 380 a 860 metros e passará por aqui a 40,7 mil km/h.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês